Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Sean O’Malley acusa Thomas Almeida de negar luta e promete nocautear no UFC 260

Se existe um atleta que gosta de utilizar o ‘trash talk’ no peso-galo (61 kg) do UFC, esse profissional é Sean O’Malley. Como não poderia ser diferente, a promessa da categoria não poupou Thomas Almeida, seu adversário no UFC 260, evento que acontece no dia 27 de março, em Las Vegas (EUA), e polemizou. De acordo com o americano, o resultado do encontro é claro.

Em entrevista ao canal do ‘YouTube’ ‘The Schmo’, O’Malley apontou que Thomas recusou a luta uma vez e prometeu que vai nocautear o brasileiro. Essa não foi a primeira vez que ‘Sugar’ acusou o atual adversário de evitar enfrentá-lo no UFC. Anteriormente, a promessa do peso-galo informou que entendeu a negativa do atleta da ‘Chute Boxe’ por ele estar com medo.

Além de Thominhas, O’Malley se envolveu em uma polêmica com outro brasileiro. Recentemente, o americano afirmou que nocauteou Alexandre Pantoja nos treinos, quando ainda estava no início de sua trajetória no MMA. Ao saber do posicionamento de ‘Sugar’, o peso-mosca (57 kg) criticou a postura do peso-galo e se colocou à disposição para ajudar o compatriota em sua preparação para o combate.

“Inicialmente, ele foi minha primeira escolha. O UFC ofereceu a luta para o dia 13 de fevereiro e eu aceitei, mas, depois, eles disseram que Thomas não estava pronto, que precisava de mais tempo para treinar para o ‘Suga Show’. Eu entendo, também não estaria pronto para lutar comigo. O UFC disse que Thomas estaria pronto para o dia 27 de março e essa é a luta que está acontecendo. Será uma luta doce. Ele é um bom kickboxer e acho que será uma luta de kickboxing. Sou muito rápido para ele e serei maior também. Vou acertá-lo com meu jab, sempre coloco minha mão direita no queixo do adversário”, concluiu.

Apesar do tom confiante, Sean O’Malley, de 25 anos, sofreu um choque de realidade em sua última luta, realizada em agosto de 2020. Na ocasião, ‘Sugar’ provocou Marlon Vera, questionou suas habilidades, mas, no octógono, sofreu uma lesão e acabou nocauteado ainda no primeiro round. Além de conhecer a primeira derrota de sua carreira, o norte-americano deixou de integrar o top-15 do peso-galo do UFC.

Mais em UFC