Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Ronaldo ‘Jacaré’ é finalizado pela primeira vez na carreira e deixa octógono lesionado

O UFC 262 pode ter representado o fim da trajetória de Ronaldo ‘Jacaré’ no UFC. Na atração realizada neste sábado (15), na cidade de Houston, no Texas (EUA), o veterano do peso-médio (84 kg) não só perdeu para André ‘Sergipano’, promessa da categoria, como também foi finalizado pela primeira vez em sua carreira. Após o surpreendente revés, o faixa-preta de jiu-jitsu, imediatamente, saiu do octógono para receber tratamento médico.

Veterano do UFC, Ronaldo ‘Jacaré’, de 40 anos, vive momento delicado na maior organização de MMA do mundo, com quatro derrotas consecutivas. A sequência negativa é a pior da carreira do faixa-preta de jiu-jitsu no esporte. Inclusive, o novo revés pode significar sua demissão do Ultimate. Além de ‘Sergipano’, o experiente lutador foi superado por Jack Hermansson, Jan Blachowicz e Kevin Holland.

A luta

O início do combate foi estudado, com os atletas se respeitando no octógono. Ronaldo ‘Jacaré’ tomou a iniciativa da luta com chutes, pressionou, colocou André ‘Sergipano’ na grade e buscou a queda. No solo, o veterano acertou bons socos, mas a promessa do peso-médio conseguiu se levantar. Em pé, o mineiro atacou e conseguiu derrubar ‘Jacaré’, que saiu da posição. Na sequência, André aplicou mais uma queda e ‘Jacaré’ se levantou rapidamente.

Em uma bobeira do veterano, ‘Sergipano’ pegou suas costas, atacou o braço e, dessa forma, o árbitro interrompeu a luta, mesmo sem ‘Jacaré’ dar os tradicionais três tapinhas de desistência. Essa foi a primeira vez que o faixa-preta de jiu-jitsu foi finalizado em sua carreira e o resultado foi traumático. Além de quebrar o braço, o especialista na arte suave foi derrotado pela quarta vez seguida no UFC e corre sério risco de ser cortado da empresa.

Por outro lado, André ‘Sergipano’, de 30 anos, é um profissional que voa abaixo do radar de parte dos fãs e dos demais lutadores do peso-médio do UFC. Como o atleta venceu as três lutas que disputou na empresa, se aproximou do top-15 da categoria. Na maior organização de MMA do mundo desde 2019, o brasileiro passou pelos compatriotas Antônio Arroyo, Ronaldo ‘Jacaré’ e também por Bartosz Fabinski. Na modalidade, o cartel do mineiro é composto por 20 vitórias e quatro derrotas.

Jordan Wright aniquila adversário e concorre ao bônus de ‘performance da noite’

Promessa do peso-médio (84 kg), Jordan Wright precisou de pouco mais de um minuto para confirmar seu status na categoria e massacrar Jamie Pickett. Nesse tempo, ‘The Beverly Hills Ninja’ maltratou o adversário ao aplicar uma sequência de cotoveladas junto a grade e ground and pound. Para a surpresa do lutador e de parte dos fãs, ‘The Nightwolf’ resistiu, mas seu fim estava próximo. Após se levantar, Pickett, novamente, foi alvejado pelo rival.

Após desperdiçar a oportunidade de encerrar a luta, Wright não cometeu o mesmo erro e, com o adversário abalado, encerrou o duelo ao aplicar uma joelhada e mais ground and pound. Com a performance avassaladora dentro do octógono, o americano se tornou um dos favoritos a conquistar um dos bônus de ‘performance da noite’. Agora, a promessa do peso-médio soma duas vitórias em três aparições no UFC.

Andrea Lee domina oponente e se aproxima do top-10 do peso-mosca

Andrea Lee fez a alegria da torcida do Texas. A atleta da casa ignorou o fato de Antonina Shevchenko ser irmã de Valentina, campeã do peso-mosca (57 kg) do UFC, e não tomou conhecimento da lutadora no octógono. A vitória da americana em si não foi surpreendente e sim a forma como ela se desenhou. Vale destacar que ‘KGB’ se tornou conhecida no MMA por conta de seu bom nível na trocação, mas, dessa vez, mostrou evolução no solo e finalizou a adversária no segundo round.

Na primeira parcial, Andrea e Valentina travaram um duelo equilibrado, mas a americana percebeu que o grappling seria um bom caminho para alcançar a vitória. No round seguinte, ‘KGB’ conseguiu quedar a adversária logo no início e apresentou um jiu-jitsu justo. A lutadora esteve perto de finalizar o combate várias vezes, mas Antonina mostrou garra e se defendeu do triângulo e dos demais ataques. Mesmo assim, Andrea não desistiu e finalizou a irmã da campeã via chave-de-braço. Com o belo triunfo, a atleta, que ocupa a 11ª posição no ranking do peso-mosca, deve adentrar o top-10 na próxima atualização.

Acompanhe os resultados do UFC 262:

André ‘Sergipano’ finalizou Ronaldo ‘Jacaré’ no 1º round;
Lando Vannata venceu Mike Grundy por decisão dividida;
Jordan Wright nocauteou Jamie Pickett no 1º round;
Andrea Lee finalizou Antonina Shevchenko no 2º round;
Priscila ‘Pedrita’ nocauteou Gina Mazany no 2º round;
Tucker Lutz venceu Kevin Aguilar por decisão unânime;
Christos Giagos finalizou Sean Soriano no 2º round.

Mais em UFC