Siga-nos
Divulgação/UFC

UFC

Rodolfo Vieira é frustrado por sensação Chris Curtis em retorno ao UFC

Sem lutar desde julho de 2021 por conta de um grave problema de saúde, Rodolfo Vieira não encontrou vida fácil em seu retorno ao octógono. Neste sábado (25), em Las Vegas (EUA), o brasileiro encarou Chris Curtis, atleta invicto no UFC, e levou a pior por decisão unânime. O especialista em jiu-jitsu tentou impor seu jogo de grappling, mas não esperava em ter pela frente um oponente preparado, que negou suas tentativas de queda.

Após construir uma premiada carreira no jiu-jitsu, Rodolfo Vieira, de 32 anos, iniciou oficialmente sua trajetória no MMA em 2017. Em dez combates disputados até o momento, o faixa-preta da arte suave soma oito vitórias, sendo sete por finalização, e duas derrotas. Com o revés, o brasileiro se afasta de integrar o top-15 do peso-médio (84 kg) do UFC.

A luta

Logo no início, os atletas deixaram claro suas estratégias. Quando Rodolfo tentou a queda, recebeu potentes golpes de Curtis. Em pé, o brasileiro levou o adversário para a grade e ambos trocaram socos. O especialista em jiu-jitsu aplicava chutes e buscava o grappling, mas não teve sucesso. Ciente da estratégia do oponente, o americano mostrou bom wrestling defensivo e atacava com socos no rosto e na linha de cintura. Sem conseguir levar Curtis para o solo, Rodolfo o acertou com jabs e diretos na linha de cintura. Por sua vez, o striker retribuiu com ataques poderosos.

No segundo assalto, Rodolfo acertou dois chutes na perna do adversário, enquanto Curtis respondeu com direto e jab. Imediatamente, o brasileiro levou o oponente para a grade e tentou a queda, mas não conseguiu. Na sequência, Rodolfo assustou o rival com cruzados. Curtis não deixou barato e acertou a linha de cintura do brasileiro. Com mais chutes, o carioca minava a movimentação do striker. Mesmo plantado no octógono, Curtis atacava com jabs e diretos. Nos segundos finais, o americano tocou mais no grappler e voltou a assustá-lo com seus cruzados.

Como terminou o segundo assalto melhor fisicamente, Curtis voltou mais agressivo para a parcial decisiva. Cansado, o brasileiro diminuiu o ritmo de luta e se tornou presa fácil para o adversário. Em pé, Curtis foi superior na trocação e seguiu mesclando socos no rosto e na linha de cintura do oponente. Em desvantagem no duelo, o grappler tentou, desesperadamente, levar o striker para o chão, mas foi frustrado pelo mesmo. Confiante, Curtis terminou o combate acertando mais diretos e cruzados em seu alvo. Após 15 minutos de batalha, os juízes laterais declararam ‘The Action Man’ como vencedor por decisão unânime.

Confira abaixo os resultados do UFC Vegas 57:

Chris Curtis venceu Rodolfo Vieira por decisão unânime;
Carlos Ulberg nocauteou Tafon Nchukwi no 1º round;
Shayilan Nuerdanbieke venceu TJ Brown por decisão unânime;
Sergey Morozov venceu Raulian Paiva por decisão unânime;
Cody Durden nocauteou JP Buys no 1º round;
Mario Bautista finalizou Brian Kelleher no 1º round;
Vanessa Demopoulos venceu Jinh Yu Frey por decisão dividida.

Mais em UFC