Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Recordista de nocautes no UFC, Derrick Lewis elege o mais marcante de sua carreira

Ao mesmo tempo que é um lutador folclórico por conta de suas declarações e comportamento, Derrick Lewis também é extremamente perigoso e seus números provam isso. Não à toa, ‘The Black Beast’ é o peso-pesado que mais nocauteou na história do UFC (12 vezes). Apesar de ter muitas vítimas em seu cartel, uma delas é especial para o americano.

Ao participar do podcast ‘The Joe Rogan Experience’, Lewis escolheu o nocaute aplicado em Alexander Volkov como seu favorito por conta da violência e também importância que teve. No duelo realizado em 2018, o gigante russo dominava os três rounds e parecia que sua vitória era apenas uma questão de tempo para ser comemorada, mas bobeou na parte final e pagou o preço.

Faltando dez segundos para o embate ser encerrado, Lewis fez uma última tentativa de ataque, foi recompensado por resistir aos golpes de Volkov e protagonizou uma reviravolta épica. Com o triunfo sobre ‘Drago’, o UFC definiu Lewis como desafiante do peso-pesado na sequência e tal lembrança não saiu da cabeça do americano, que brincou com o cenário pós-luta.

“Esse foi o meu favorito. A torcida tornou tudo muito satisfatório por causa da maneira como ela reagiu. Ver a reação de um dos atores dos ‘Guardiões da Galáxia’ fez tudo valer a pena. Falei para o meu treinador que, como lutaria contra um russo, seria legal ter uma daquelas lutas do tipo ‘Rocky’ e, com certeza, foi uma luta assim. Foi muito louco, porque terminou, exatamente, como um filme. Meu empresário desmaiou. Todos ficaram tão animados, que a polícia foi chamada, porque meus vizinhos e alguns fãs ficaram loucos”, contou Lewis.

Como mencionado acima, Derrick Lewis já lutou pelo cinturão do peso-pesado uma vez (contra Daniel Cormier) e, atualmente, se encontra perto de desafiar o campeão da categoria pela segunda vez. Como ‘The Black Beast’, de 35 anos, vive grande fase no MMA, possui quatro vitórias seguidas e é dono da segunda posição no ranking da divisão, a imprensa especializada especula que o lutador possa duelar contra o vencedor da revanche entre Francis Ngannou e Stipe Miocic.

Mais em UFC