Siga-nos
Vianney Le Caer/PxImages

UFC

Promessas do Reino Unido roubam a cena na abertura do card do UFC Londres

Na abertura do card preliminar do UFC Londres, que marca o primeiro evento da organização na capital inglesa desde o início da pandemia, a torcida local teve motivos para comemorar. Com três representantes do Reino Unido nos combates iniciais do evento, o público vibrou com as vitórias de Muhammad Mokaev e Jack Shore. O ponto negativo ficou por conta da derrota da peso-palha (52 kg) Cory McKenna.

Logo no primeiro combate do card, o estreante Muhammad Mokaev – que se destacou no MMA amador com vários títulos – cumpriu com as expectativas e precisou de menos de um minuto para derrotar o americano Cody Durden. Natural do Daguestão, na Rússia, o peso-mosca (57 kg) – que compete representando a bandeira do Reino Unido – segue invicto na carreira após sete combates profissionais e confirma sua posição como grande promessa para o futuro da divisão.

No segundo confronto do evento, no entanto, a torcida local não pôde comemorar novamente. Em uma luta equilibrada até o final do terceiro round, a britânica Cory McKenna, de 22 anos, foi superada pela americana Elise Reed na decisão dividida dos juízes. Com isso, ‘The Hobbit’ sofre sua segunda derrota na carreira, em oito lutas, a primeira pelo UFC.

Na sequência, entretanto, o público presente na ‘O2 Arena’, em Londres, voltou a sorrir. O galês Jack Shore mostrou bastante técnica e, com uma grande apresentação, conseguiu derrotar o duro lutador russo Timur Valiev, por pontos. Agora, o atleta de 27 anos soma 16 vitórias e nenhuma derrota em seu currículo como profissional, e segue bem cotado para o futuro da divisão dos galos (61 kg) do UFC.

Confira os resultados do UFC Londres:

Paul Craig venceu Nikita Krylov por finalização;
Jack Shore venceu Timur Valliev por decisão unânime dos juízes;
Elise Reed vence Cory McKenna por decisão dividida dos juízes;
Muhammad Mokaev venceu Cody Durden por finalização.

Mais em UFC