Siga-nos
Natassia del Fischer/PxImages

UFC

Poirier descarta disputa pelo título contra Chandler e abre as portas para duelo com ‘Do Bronx’

Com a aposentadoria do atual campeão peso-leve (70 kg), Khabib Nurmagomedov, os dois confrontos principais do UFC 257 passaram a ser vistos por muitos como uma espécie de semifinal para definir a próxima disputa pelo cinturão da divisão, caso o russo confirme sua decisão e seja destituído de seu título pela entidade. O sentimento foi reforçado por Dana White, que – na coletiva de imprensa após o show de sábado (23) – indicou que Dustin Poirier e Michael Chandler, vencedores da luta principal e do co-main event, respectivamente, devem se enfrentar pela cinta da categoria, com a provável saída de Khabib.

O presidente do Ultimate, ao que tudo indica, só esqueceu de combinar com Dustin. Em conversa com a imprensa após o triunfo sobre Conor McGregor, Poirier contrariou o dirigente e descartou ter interesse em um confronto contra Michael Chandler, ao menos por enquanto. O atleta da ‘American Top Team’ ressaltou que o ex-campeão peso-leve do Bellator, que nocauteou Dan Hooker em sua estreia pelo UFC neste sábado, ainda precisa se provar dentro do octógono mais famoso do mundo antes de conseguir uma disputa de título.

Questionado se o brasileiro Charles ‘Do Bronx’, atual terceiro colocado no ranking da divisão, mereceria uma chance de lutar pelo cinturão antes de Chandler, Poirier não teve dúvidas ao sinalizar positivamente. O americano fez questão de elogiar o faixa-preta e exaltou sua trajetória no UFC.

“Eu posso garantir que eu não vou lutar com Michael Chandler. (…) Eu tenho trabalhado duro. É por isso que eu estou sentado aqui sentindo que posso falar sobre isso, porque eu estou nessa divisão e no UFC há um longo tempo, lutando contra os melhores do melhores. Sem desrespeito a Chandler. (…) É apenas como eu me sinto em relação à divisão e ao esporte. Khabib reiterou que não quer lutar mais – cara, eu sou o campeão. Não vou lutar com um cara novo no UFC que acabou de vencer um lutador (Hooker) que está vindo de derrota, que eu acabei de vencer. Isso não me empolga”, ponderou Dustin Poirier, antes de comentar sobre ‘Do Bronx’.

“Eu acho que ele tem mais (merecimento pelo title shot). Eu tenho assistido esse cara por dez anos no UFC, duas divisões de peso diferentes. Ele lutou contra os melhores, repetidas vezes. E ele foi derrubado e se levantou, e ele provou o que é o MMA e a perseverança. Eu respeito isso. Não que eu não respeite Michael Chandler. Eu só acho que tem mais trabalho para ele fazer do que vencer um cara que eu acabei de vencer”, declarou.

Recordista de vitórias por finalização na história do UFC, Charles ‘Do Bronx’ Oliveira ocupa atualmente a terceira posição no ranking dos leves. O brasileiro venceu seus últimos oito compromissos no octógono mais famoso do mundo, o mais recente deles, em dezembro do ano passado, diante do ex-campeão interino Tony Ferguson, em um confronto completamente dominado pelo atleta da equipe ‘Chute Boxe São Paulo’.

Já Dustin Poirier é o atual número dois na lista top 15 da divisão. Após ser derrotado pelo campeão Khabib Nurmagomedov na disputa pelo título linear da categoria, em setembro de 2019, o americano venceu Dan Hooker em uma verdadeira guerra de cinco rounds, em junho do ano passado, e nocauteou Conor McGregor no último sábado, pela luta principal do UFC 257, em Abu Dhabi.

Mais em UFC