Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Poirier defende ‘Do Bronx’ das críticas feitas por Gaethje no UFC: “Mostrou garra”

Charles ‘Do Bronx’ e Dustin Poirier são adversários no UFC, mas isso não significa que são inimigos. Pelo contrário, os tops do peso-leve (70 kg) vão se enfrentar na edição de número 269, que acontece em dezembro, em Las Vegas (EUA), em disputa pelo título da divisão e o clima para o aguardado combate é amigável. Tanto é que o desafiante da categoria defendeu, justamente, o campeão dela das críticas feitas por Justin Gaethje.

Recentemente, ‘The Highlight’ questionou a coragem de Charles e afirmou que o mesmo costuma desistir das lutas, quando se encontra em desvantagem no octógono. Não satisfeito, Gaethje cravou que o brasileiro será derrotado por Poirier e por ele em breve. Ao tomar conhecimento da posição do americano, Poirier o repreendeu. Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, ‘The Diamond’ tratou de enaltecer ‘Do Bronx’ e deixou claro que não pensa da mesma forma que o compatriota.

Inclusive, Poirier lembrou da perseverança de Charles na luta contra Michael Chandler, realizada em maio e que alçou o brasileiro ao status de campeão do peso-leve do UFC. Na ocasião, o ‘Do Bronx’ viveu momentos dramáticos no final do primeiro round, mas resistiu aos ataques do americano, se recuperou e, na sequência, nocauteou logo no início do segundo assalto. De acordo com ‘The Diamond’, o paulista mostrou, naquela atuação, que está disposto a ir até o fim para vencer seus duelos e o quão perigoso é, já que agora também se tornou uma ameaça na trocação. Apesar do respeito pelo oponente, o ex-campeão interino da categoria está confiante de que possui o que é necessário para destronar o atual detentor do cinturão.

“Adoraria que a luta chegasse a um ponto em que todos nós descobríssemos na frente do mundo. Esse é o meu objetivo, colocar essa luta em águas profundas e ver quem realmente quer mais, ver quem está disposto a sangrar mais e deixar tudo lá, porque eu sei que vou. Não há dúvida sobre isso. Indo para o que Gaethje disse, estou dizendo a mesma coisa várias vezes e parece piegas, mas Charles se machucou, voltou no segundo round e mostrou garra para o campeonato e finalizou Chandler, um cara que acabou de levar Gaethje para o inferno. Você sabe, você é tão bom quanto sua última luta. Ele é um campeão”, declarou Poirier, antes de completar.

“Não gosto disso e não quero ser pego por essa mentalidade. Luta é luta e esse cara é muito perigoso. Ele tem tantas finalizações no UFC, tanta experiência. Eu não estou colocando isso de lado. Essa é uma grande luta para ele, pelo seu legado, para mim e para meu legado. Toda experiência ao longo de toda a nossa carreira foi construída para essa luta. O cara é muito perigoso e muito capaz. Isso é tudo que tenho a dizer. Respeito sua jornada para chegar onde ele está, para ser o campeão indiscutível, porque tenho uma semelhante”, concluiu.

Dustin Poirier, de 32 anos e ex-campeão interino do peso-leve do UFC, é um dos lutadores mais condecorados na história da categoria. No MMA desde 2009 e no Ultimate dois anos depois, ‘The Diamond’ superou nomes importantes como Anthony Pettis, Conor McGregor (duas vezes), Dan Hooker, Eddie Alvarez, Jim Miller, Justin Gaethje e Max Holloway (duas vezes). Atualmente, o atleta ocupa a primeira posição no ranking da divisão e possui um cartel composto por 28 vitórias, sendo 21 pela via rápida e seis derrotas.

Mais em UFC