Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Poirier classifica Chandler como lutador ‘sujo’ após polêmicas durante luta no UFC

No último sábado (12), em Nova York (EUA), Dustin Poirier travou uma verdadeira batalha contra Michael Chandler e a rivalidade permaneceu viva depois do clássico no octógono. ‘The Diamond’ mostrou toda sua garra ao sobreviver aos ataques de ‘Iron’ nos dois primeiros rounds e levou a melhor por finalização no terceiro e último assalto. No entanto, mesmo com a importante vitória, que o recolocou na corrida para disputar o título do peso-leve (70 kg) do UFC, o americano não escondeu sua insatisfação com o comportamento do compatriota no combate.

Poirier abriu o jogo e revelou o que falou para o rival depois da luta, no octógono. E as palavras não foram amistosas. Vale destacar que, antes do aguardado duelo acontecer, os americanos constantemente discutiam e chegaram a se estranhar nos bastidores de um evento do UFC.

Depois do confronto, ‘The Diamond’ acusou Chandler de praticar ações ilegais e contestou sua ética profissional, uma vez que, em seu entendimento, teve a clara intenção de prejudicá-lo para sair vitorioso. Em determinado momento, o árbitro Dan Miragliotta advertiu ‘Iron’ sobre golpes aplicados na nuca de Dustin. Além disso, Poirier acusa o rival de ter enfiado os dedos na sua boca e puxado sua cabeça para cima para ajustar uma tentativa de finalização.

“Eu disse a Chandler que esta é a minha casa. Foi o que eu disse para Chandler, ‘Esta é a minha casa’. É isso. E eu disse a Chandler que ele é um filho da puta sujo também por colocar os dedos na minha boca e por assoar o nariz. Acabou. Está tudo bem. Eu estava dizendo a Chandler que ele é sujo. Foi definitivamente intencional. Isso é apenas luta. Acabou, tanto faz”, declarou o top do peso-leve do UFC, na coletiva de imprensa pós-evento.

Dustin Poirier, de 33 anos, é ex-campeão interino do peso-leve do UFC e um dos atletas mais condecorados na história da categoria. No MMA desde 2009 e no Ultimate dois anos depois, ‘The Diamond’ venceu nomes importantes como Anthony Pettis, Bobby Green, Carlos Diego Ferreira, Conor McGregor (duas vezes), Dan Hooker, Eddie Alvarez, Jim Miller, Justin Gaethje, Max Holloway (duas vezes) e Michael Chandler. Atualmente, o americano é o segundo colocado no ranking da divisão e possui um cartel composto por 29 vitórias, sendo 22 pela via rápida, sete derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado).

Mais em UFC