Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Poatan promete atuação melhor na revanche contra Adesanya: “Tenho tudo mapeado”

Alex Pereira fez história em sua última aparição no octógono, mas, ciente de seu nível de habilidade, prometeu mostrar evolução logo em sua primeira defesa de cinturão do peso-médio (84 kg) do UFC. Em novembro, em Nova York (EUA), ‘Poatan’ protagonizou uma batalha contra Israel Adesanya, se tornou campeão da categoria e, consequentemente, tirou a invencibilidade do rival nela ao virar a luta com o nocaute no quinto e último round, mas não ficou satisfeito e quer deixar uma impressão melhor.

‘Poatan’ informou que não estava em plena condição física para enfrentar Adesanya, pois a lesão em um dos dedos da mão o impediu de treinar adequadamente para o aguardado embate. Mas, mesmo contratempo, o atleta se superou e venceu o desafeto pela terceira vez nos esportes de combate. Atualmente, o brasileiro lidera o placar da rivalidade com o astro do MMA, com dois triunfos no kickboxing e um no UFC. Assim como nos encontros passados, Alex não encontrou facilidade no recente e viveu momentos dramáticos no octógono.

O paulista quase foi nocauteado por ‘The Last Stylebender’ logo no primeiro round e estava em clara desvantagem na pontuação dos juízes laterais, mas, após o susto, não se deu por vencido, partiu para o ataque e nocauteou no assalto decisivo. Agora, como campeão do peso-médio do UFC, ‘Poatan’ comemora a mudança de status no MMA e, ciente de tal responsabilidade, garante ser um lutador diferente e melhor para uma possível revanche contra a estrela do esporte. Classificado por Glover Teixeira, seu amigo e parceiro de treino, como um estudioso das lutas, Alex revela que já sabe o que tem a corrigir para vencer o rival pela quarta vez na carreira, de forma menos dramática.

“Já tenho tudo mapeado já. Sei que é recente, mas mudaria algumas coisas. Já revi essa luta pelos menos 30 vezes, então já sei o que mudar e o que fazer de diferente. Óbvio que não vou falar, mas vou voltar diferente. Só o fato de voltar com o dedo bem. Sei que tudo pode acontecer, é uma revanche, posso perder, mas quero ganhar. Esse é o meu foco. Vou fazer o máximo para sair vitorioso e fazer essa defesa”, declarou o campeão do UFC, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’.

Após se destacar no Glory, Alex Pereira, de 35 anos, ampliou seus feitos nos esportes de combate. Agora, o brasileiro é campeão do peso-médio do UFC em sua quarta luta pela companhia. Na empresa desde 2021, o atleta segue invicto nela, com vitórias sobre Andreas Michailidis, Bruno ‘Blindado’, Sean Strickland e Israel Adesanya.

Mais em UFC