Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Moreno projeta 1ª defesa de título para novembro e afasta trilogia com Deiveson

Depois de fazer história ao se tornar o primeiro lutador nascido no México a conquistar um título do UFC, Brandon Moreno já faz planos para sua primeira defesa de cinturão. De olho em um retorno ao octógono até o fim do ano, o mexicano se mostra empolgado com a possibilidade de enfrentar grandes nomes como Cody Garbrandt, ex-campeão do peso-galo (61 kg), e admitiu não ter interesse em uma imediata trilogia com o brasileiro Deiveson Figueiredo, a quem destronou para iniciar seu reinado na divisão dos moscas (57 kg).

Em conversa com a imprensa durante o ‘UFC Media Lunch’, Moreno apontou para a forma como venceu Deiveson no último encontro entre eles para justificar sua falta de interesse em um novo duelo contra o paraense neste momento. Na visão do mexicano, inclusive, o ex-campeão deveria subir de divisão, tendo em vista o desgaste sofrido pelo ‘Deus da Guerra’ no corte de peso. Apesar disso, o atual soberano dos moscas não descartou enfrentar o rival novamente, mas deixou claro que não seria sua preferência.

“Eu acho que é óbvio que Figueiredo queira a próxima porque ele perdeu a última, mas da última vez eu o dominei desde o primeiro minuto do primeiro round. Eu o dominei na trocação, no grappling. Obviamente, eu estou aberto a enfrentá-lo, mas eu acho que ele precisa lutar com outra pessoa. Eu acho que no peso-galo ele poderia se dar melhor porque pode ter mais energia e manter a potência da sua mão direita. Mas essa não é uma decisão minha. Talvez as pessoas que estão ouvindo essa resposta podem dizer: ‘Ele está com medo de uma terceira luta com ele’. Mas para ser honesto, eu não estou. Estou apenas tentando ser o analista aqui. Eu acho que é um erro mantê-lo no peso-mosca, mas essa não é minha posição para fazer algo”, declarou Moreno, antes de analisar outros possíveis rivais e indicar quando pretende voltar a atuar.

“Cody Garbrandt quer vir para a divisão, essa é uma luta enorme. Eu sei que ele não está na melhor parte de sua carreira, mas ele é um bom nome e tem uma boa marca por trás dele. Ele é uma opção. A luta entre (Alexandre) Pantoja e (Brandon) Royval pode ser uma possibilidade. Obviamente Askar Askarov, mas ele teve uma lesão em sua mão e vai ficar fora por cinco meses. Eu não sei o que está acontecendo com ele. No momento, eu estou pensando em voltar para a academia e me preparar para outubro ou novembro. Eu não ligo para o nome, eu só quero lutar nessas datas”, concluiu.

Primeiro campeão do UFC nascido no México, Brandon Moreno conquistou o cinturão dos moscas ao finalizar Deiveson Figueiredo em junho deste ano, na edição 263 da liga. O combate marcou a revanche do duelo inicial entre os rivais, disputado em dezembro do ano passado e que terminou em empate na decisão dos juízes.

Mais em UFC