Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Masvidal aceita oferta inusitada feita por desafeto e diz: “Vou quebrar a cara dele”

Mesmo em má fase no MMA, Jorge Masvidal pode ter tirado a sorte grande. Após perder a terceira luta seguida em março, em Las Vegas (EUA), o veterano caiu para o oitavo lugar no ranking dos meio-médios (77 kg) do UFC e, consequentemente, se distanciou de disputar o título da divisão. No entanto, o ‘bad boy’ voltou a sonhar em se tornar campeão da categoria, porque Leon Edwards fez uma revelação surpreendente.

O britânico vai desafiar Kamaru Usman, campeão dos meio-médios, no UFC 278, evento que acontece em agosto, em Utah, e, caso vença, expressa o interesse em ter Masvidal como adversário em sua primeira defesa de título. Edwards mostra ter conhecimento de que a possível luta contra ‘Gamebred’ não faz sentido em termos de ranking e de momento, mas está disposto a ignorar tais critérios para acertar as contas com o rival.

Em 2019, os atletas atuaram no UFC Londres, venceram suas lutas e brigaram nos bastidores. Na ocasião, Masvidal interrompeu sua entrevista, porque não gostou da provocação feita por Edwards e o agrediu com socos. Apesar do ocorrido, os lutadores não resolveram suas diferenças no octógono. Sendo assim, ao tomar conhecimento do cenário criado pelo desafeto, o veterano confessou que ficou surpreso. Empolgado com a possibilidade de furar a fila dos meio-médios para disputar o título, ‘Gamebred’ aprovou o hipotético duelo contra ‘Rocky’ e garantiu que chegaria com sua melhor versão para colocar um ponto final na rivalidade.

“Eu tenho que dizer não para lutar pelo título? Claro que não. Vou trabalhar muito, ficar em forma e me preparar para esse maldito hooligan. Vou dar tudo o que tenho para quebrar a cara dele. Há muitas coisas que podem acontecer lá fora. Eu poderia estar me preparando para enfrentar o número dez do mundo e, de repente, estou lutando pelo cinturão. Lembre-se, sou Jorge Masvidal, o mesmo cara que pegou aquela luta pelo título com seis dias de antecedência, no meio da pandemia e voou pelo mundo para fazer aquela luta. O que estou dizendo é que nem sei o que vou fazer comigo mesmo. Sou imprevisível assim. Vou com as melhores opções o tempo todo”, declarou o ‘bad boy’, ao participar de um bate-papo no canal ‘Blockasset’ no ‘YouTube’.

Jorge Masvidal, de 37 anos, é um dos atletas mais populares do MMA atual, mas atravessa momento delicado na carreira, com três derrotas seguidas no UFC para Kamaru Usman (duas vezes) e Colby Covington. Disposto a voltar ao caminho das vitórias, o americano, especialista em trocação, informa que seu foco agora é evoluir no wrestling. Seus principais triunfos foram sobre Ben Askren, Darren Till, Donald Cerrone, Jake Ellenberger, Joe Lauzon, Michael Chiesa e Nate Diaz.

Mais em UFC