Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Joe Rogan se defende das críticas por entrevistar McGregor após derrota no UFC 264

O encerramento da trilogia entre Conor McGregor e Dustin Poirier ainda repercute na comunidade do MMA. No UFC 264, evento realizado em julho, em Las Vegas (EUA), ‘The Diamond’ nocauteou ‘Notorious’ no primeiro round e fechou a rivalidade em vantagem. Contudo, o astro irlandês não lidou bem com o resultado e proferiu uma série de insultos ao rival e sua família ao ser entrevistado por Joe Rogan. Com isso, o comediante e comentarista da organização foi criticado por parte dos fãs e se explicou.

Em seu podcast ‘The Joe Rogan Experience’, o profissional se mostrou surpreso com a repercussão negativa que a situação gerou. De acordo com o comentarista, a ideia de entrevistar McGregor não foi sua e sim do próprio ‘Notorious’, que pediu a palavra após a lesão e nocaute sofridos no primeiro round da trilogia com Poirier.

Ao atender o pedido de McGregor, Rogan, sem saber, possibilitou um momento pós-luta polêmico. Na ocasião, ‘Notorious’ lamentou a derrota, pediu um quarto duelo com Poirier, ofendeu o rival, sua esposa e ainda ameaçou matá-los. Apesar do triste episódio, o comentarista do UFC deu a entender que não se arrepende de sua decisão e justificou ao citar que o ex-campeão da companhia não pode ser censurado.

“As pessoas ficam tipo: ‘por que você o entrevistou?’. Ele realmente me chamou. Ele pediu para eu ir lá, fazer um podcast. Ele me pediu para sentar ao lado dele. Eu me perguntei como vou fazer isso. Sinto que deveria apenas arrancar algo dele. Mesmo que você reconheça o fato de que ele está emocionalmente abalado, isso é apenas ele se expressando enquanto estava emocionalmente carregado”, declarou Rogan.

A histórica rivalidade entre Conor McGregor e Dustin Poirier se iniciou em 2014. Na primeira luta, disputada no peso-pena (66 kg), o clima entre os profissionais era hostil e o irlandês nocauteou ‘The Diamond’ em menos de dois minutos. Na revanche, realizada em janeiro de 2021 e pelo peso-leve (70 kg), o americano deu o troco em ‘Notorious’ da mesma forma, em duelo marcado pelo respeito entre as partes. Para a trilogia, os ícones do MMA voltaram a se provocar e o membro da ‘American Top Team’ nocauteou o desafeto no primeiro round.

Mais em UFC