Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

UFC

Inconformado com tratamento do UFC, Jon Jones pede para sair da organização

O mais recente posicionamento de Dana White tirou Jon Jones do sério. Após Francis Ngannou se tornar campeão do peso-pesado ao nocautear Stipe Miocic no UFC 260, evento que aconteceu no último sábado (27), em Las Vegas (EUA), o líder da organização elogiou o número um e brincou com ‘Bones’, ao apontar que era melhor ele descer para o peso-médio (84) do que enfrentar o camaronês. Imediatamente, o ex-rei dos meio-pesados (93 kg) se pronunciou e fez questão de mostrar sua irritação.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Jones fez uma série de postagens, nas quais condenou o comportamento de Dana, criticou Miocic por sua atuação no octógono e minimizou o perigo que Ngannou representa. A irritação de ‘Bones’ é tamanha, que, nesta segunda-feira (29), o atleta utilizou o ‘Twitter’ novamente e, dessa vez, pediu para ser desligado do UFC. Mais tarde, o ex-campeão dos meio-pesados apagou o conteúdo.

Essa não foi a primeira vez que Jones entra em rota de colisão com Dana e pede para ser liberado do UFC. Anteriormente, o motivo foi o mesmo. Quando ‘Bones’ ainda integrava os meio-pesados, cogitou enfrentar Ngannou, o camaronês aceitou, porém o cartola não aceitou o valor exigido pelo americano para a realização da superluta. A novela se estendeu e a dupla chegou a se acertar, mas, ao que parece, a guerra está longe do fim.

“Por favor, apenas me corte já. Você preferiu me ter de volta e me tratar como m****. Juro que o UFC não tem sido nada além de deprimente para mim. Sinto que minhas asas estão sendo cortadas. Que tipo de droga estranha é essa? Obviamente, Dana me odeia. Me deixe fazer negócios em outro lugar”, escreveu Jones em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Originalmente, o plano de Dana White era Jon Jones estrear no peso-pesado contra o campeão da categoria. Como ‘Bones’ pediu uma maior valorização da companhia para realizar o embate contra Francis Ngannou, o cartola já cogita a possibilidade de escalar outro desafiante para o camaronês. Na coletiva de imprensa pós-UFC 260, o líder da organização citou Derrick Lewis como alternativa.

Mais em UFC