Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Glover aposta em sucesso de ‘Poatan’ no UFC e estipula prazo para luta com Adesanya

Realizada em novembro, em Nova York (EUA), a estreia de Alex Pereira no UFC ainda dá o que falar na comunidade do MMA. Na edição de número 268, ‘Poatan’ impressionou no octógono ao mostrar calma quando estava em posição de desvantagem e confirmou sua trocação diferenciada, ao nocautear Andreas Michailidis com uma joelhada voadora, justamente, na primeira oportunidade clara que teve no duelo. Dessa forma, o ‘hype’ em torno do brasileiro ficou ainda mais alto e Glover Teixeira tratou de avisar que o atleta já é realidade.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC elogiou o comportamento da lenda do kickboxing em sua estreia na organização e destacou que o talento do lutador é especial e único. Glover tem propriedade para comentar sobre ‘Poatan’, já que é seu amigo e parceiro de treino. Tanto que o veterano informou que não ficou surpreso com a grande atuação de seu atleta octógono.

Confiante na rápida evolução de ‘Poatan’ no MMA, um empolgado Glover, assim como parte dos fãs brasileiros, já projeta um futuro encontro do striker contra Israel Adesanya, campeão do peso-médio (84 kg) do UFC e seu rival desde os tempos de kickboxing. Vale destacar que Alex enfrentou ‘The Last Stylebender’ duas vezes e venceu os duelos, sendo o primeiro por decisão unânime e o segundo por nocaute. Como a dupla possui história nos esportes de combate, o veterano indicou que a companhia deve explorar tal fator e estipulou quantas lutas o renomado atleta deve fazer para encarar o nigeriano novamente, dessa vez, no octógono.

“Eu disse ao Alex que quando ele assinou com o UFC, eles vão estar falando sobre ele em cerca de um ano, três lutas. A maneira como ele lutou não poderia ser melhor. Eu não poderia estar mais feliz como treinador ou como parceiro de treino, que anda dizendo às pessoas que esse cara não é brincadeira. Ele tem muito que aprender, mas está aprendendo muito rápido. Ele fará as coisas rapidamente. Um cara normal vai aprender em seis meses, mas Alex vai aprender em uma semana”, declarou o campeão do UFC, antes de completar.

“Você mostra a ele um movimento e ele simplesmente faz. Alex é meio como eu no treinamento e não poderia ter se saído melhor no UFC. Ele defendeu quedas, foi derrubado e se levantou. O adversário saiu do clinch com o rosto confuso e estava morto de cansaço. Depois, ele deu uma joelhada voadora e estava calmo e relaxado. Bastam mais três lutas, no máximo. Ele quer lutar rápido, já em fevereiro. Ele quer lutar rápido, provavelmente, fazer uma luta atrás da outra. Sem ferimentos, sem nada. No ano que vem, o UFC estará falando sobre Alex contra Adesanya”, concluiu.

Alex Pereira, de 34 anos, visa repetir no MMA o sucesso conquistado no kickboxing. No esporte que o consagrou, ‘Poatan’ disputou 40 lutas, venceu 33, sendo 21 por nocaute, e perdeu sete vezes. Já nas artes marciais mistas, o brasileiro participou de cinco combates, nocauteou quatro vezes e perdeu um. Após triunfar diante de Andreas Michailidis em sua estreia no UFC, o atleta visa dar continuidade ao grande momento diante de um adversário mais renomado para, quem sabe, integrar o top-15 do peso-médio da organização.

Glover Teixeira finalmente transformou seu sonho de se tonar campeão dos meio-pesados do UFC em realidade em 2021. O brasileiro estreou no MMA em 2002 e só chegou ao Ultimate dez anos depois. Pela companhia, o mineiro disputou o título da divisão pela primeira vez, em 2014, contra Jon Jones, foi derrotado, mas não desperdiçou a chance na segunda tentativa. Em seu cartel, o veterano apresenta 33 vitórias, sendo 28 pela via rápida, sete derrotas e triunfos marcantes sobre Anthony Smith, Jan Błachowicz, Jared Cannonier, Ovince Saint Preux, Quinton ‘Rampage’ Jackson, Rashad Evans, Ryan Bader e Thiago ‘Marreta’.

Mais em UFC