Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Gane descarta intimidação por poder de nocaute de Francis Ngannou

Atual campeão interino dos pesos-pesados do Ultimate, Ciryl Gane tentará unificar o título da categoria diante do camaronês Francis Ngannou, dono do cinturão linear, no próximo dia 22 de janeiro, no UFC 270, ainda sem sede definida. E, apesar de encarar um dos lutadores com maior poder de nocaute da história do MMA, o francês se mantém confiante.

Em entrevista à ‘Submission Radio’, Gane descartou se sentir intimidado pelo assustador poder de nocaute apresentado pelo rival dentro do octógono. O francês ainda citou o triunfo recente sobre Derrick Lewis, outro atleta bastante conhecido pela potência de seus golpes, para justificar sua crença de que pode, através de sua técnica e movimentação, anular o jogo do africano.

“Isso não me assusta. Você vê com Derrick Lewis, ele tinha um grande poder de nocaute também. Derrick Lewis era uma besta também. Mas isso não foi um problema. Quando você olha para a luta, eu me mantive por dentro com os socos dele. Não foi um problema. Um peso-pesado como eu, eu posso socar assim também, com uma grande transferência. Mas no, isso não é um problema para mim. Isso realmente não me assusta”, afirmou Gane, antes de continuar.

“Eu tenho muita confiança em mim mesmo. Quando eu comecei no muay thai também era assim, porque toda luta na minha carreira era com um cara mais experiente do que eu. Todas as vezes. E é por isso que eu tinha muita confiança que tudo era possível. Então, hoje eu acho que tenho minha chance também. Ele tem suas qualidadaes, seus pontos fortes, e eu tenho os meus. E nós vamos ver em janeiro, quem consegue aplicar seu plano de jogo melhor que o oponente”, concluiu.

Com apenas três anos de experiência no MMA profissional, após deixar para trás uma carreira de destaque no muay thai, Ciryl Gane segue invicto na modalidade, tendo vencido os dez combates disputados até o momento. Em seu mais recente triunfo, o francês derrotou o americano Derrick Lewis, em agosto deste ano, e conquistou o cinturão interino dos pesos-pesados do UFC, garantindo a chance de lutar contra Francis Ngannou pela unificação do título da categoria.

Mais em UFC