Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Empresário do MMA sugere que ‘Do Bronx’ esqueça Poirier e lute com Gaethje

Recém-coroado campeão do peso-leve (70 kg) do Ultimate, Charles Oliveira tem conhecimento de que possíveis adversários não lhe faltam. Após vencer Michael Chandler, no UFC 262, realizada em maio, em Houston (EUA), ‘Do Bronx’ conquistou o título vago da categoria e, agora, passou a aguardar seu primeiro desafiante ao cinturão. A imprensa especializada especula que Dustin Poirier seja o próximo a duelar com o número um da divisão, mas Ali Abdelaziz sugeriu outro nome em mente.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, o empresário citou que quem merece enfrentar Charles valendo o cinturão do peso-leve não é Poirier e sim Justin Gaethje. Vale lembrar que a última aparição de seu atleta no octógono aconteceu em 2020 e foi justamente na disputa pelo título da categoria com Khabib Nurmagomedov. Mesmo vindo de derrota, o ex-campeão interino permaneceu em destaque na divisão e virou alvo de Michael Chandler.

Assim como Gaethje, ‘Iron’ também busca recuperação na carreira e o possível duelo entre os dois integrantes do top-5 do peso-leve habita o imaginário de parte dos fãs. Contudo, Abdelaziz negou qualquer possibilidade do encontro acontecer. O motivo é simples, uma vez que ‘The Highlight’ possui história e boa reputação no UFC, enquanto Chandler é uma lenda do Bellator, mas ainda novato na maior organização de MMA do mundo.

“Acho que Gaethje deveria lutar contra Charles. Isso é o que eu acredito. Poirier talvez precise fazer uma pausa e deixar esses dois lutarem. Eu sei que o UFC quer fazer a luta dele com Chandler. Chandler não merece nada. Ele está 1-1. Ele foi nocauteado no Bellator. No papel, é uma grande luta, mas Chandler não merece. Ele precisa ficar quieto, esperar e, se Gaethje decidir lutar, ele vai saber. Mas Chandler não merece”, declarou o cartola.

Justin Gaethje, de 31 anos, é considerado por parte da comunidade do MMA um dos atletas mais empolgantes do esporte. O americano chegou ao UFC em 2017, disputou oito lutas, venceu cinco, sendo todas por nocaute, e perdeu três vezes. Atualmente, o ex-campeão interino do peso-leve ocupa a segunda posição no ranking da categoria e possui triunfos marcantes sobre Donald Cerrone, Edson Barboza e Tony Ferguson.

Mais em UFC