Siga-nos
Leandro Bernardes

UFC

Empresário de Thiago ‘Marreta’ torce para que UFC remarque duelo contra Glover

Pela segunda vez, um teste positivo para COVID-19 cancelou o confronto entre Thiago ‘Marreta’ e Glover Teixeira. Depois do lutador mineiro contrair o vírus – obrigando o Ultimate a remarcar o duelo, originalmente agendado para acontecer em 12 de setembro, para o dia 3 de outubro -, há poucos dias foi a vez do meio-pesado (93 kg) carioca entrar na lista de infectados pelo coronavírus e ser retirado do card do UFC Ilha da Luta.

Até o momento, a entidade ainda não confirmou oficialmente se vai remarcar novamente o combate ou se buscará outro adversário para Glover, o que tem deixado a equipe de ‘Marreta’ na expectativa. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Alex Davis – empresário do carioca – ressaltou a importância do confronto entre os brasileiros para o futuro da divisão dos meio-pesados, assim como o fato de seu cliente ter aguardado a recuperação do rival anteriormente, para pleitear que a luta seja mantida e agendada para uma nova data pelo UFC.

“Nós estamos esperando pelo UFC. Do nosso lado, nós esperamos pelo Glover quando ele teve COVID. Glover é um bom amigo nosso e isso é a parte triste dessa luta, mas nós entendemos que essa é a luta a se fazer para determinar o próximo desafiante peso-meio-pesado. Essa é uma das razões pelas quais nós gostaríamos de manter essa luta”, justificou o empresário de ‘Marreta’, antes de completar.

“Sabemos que o UFC tem seus interesses e sabemos que alguma coisa pode mudar nesse sentido, mas eu quero reafirmar que essa é a luta lógica para determinar o próximo desafiante. Em um mundo perfeito, esse é o caminho correto a seguir”, concluiu.

Com a abdicação do título até 93 kg por parte de Jon Jones e a disputa pelo cinturão vago entre Dominick Reyes e Jan Blachowicz marcada para o UFC 253, no dia 26 de setembro, na ‘Ilha da Luta’, o confronto entre Glover e ‘Marreta’ era tido como uma espécie de eliminatória pelo próximo ‘title shot’ da categoria. Atualmente, o carioca e o mineiro ocupam a segunda e a quarta posições no ranking dos meio-pesados, respectivamente.

Mais em UFC