Siga-nos
UFC/ Divulgação

UFC

Edson Barboza encerra jejum, volta a vencer no UFC e declara: “Quero ser campeão”

Em sua segunda apresentação como peso-pena (66 kg) no UFC, o brasileiro Edson Barboza venceu Makwan Amirkhani sem problemas ao imprimir larga vantagem ao longo dos 15 minutos disputados. Com o resultado, o brasileiro quebrou uma sequência indesejável.

Sem vencer desde dezembro de 2018, Edson acumulava três derrotas seguidas no evento, inclusive em sua estreia na nova categoria de peso. Desta vez, no entanto, o lutador não deixou margem para os jurados e, com um triunfo via decisão unânime, encerrou o jejum, e já mandou o recado para todos da divisão.

“Quero ser campeão. Estou aqui para ser campeão”, declarou, ainda no octógono ao anotar sua vitórias de número 21 no esporte, em cartel que ainda conta com nove derrotas.

A luta

Lutando de forma mais cadenciada do que o normal, Edson usou seus chutes baixos apenas pontualmente e se preocupou em dominar o centro do octógono. Com desvantagem na troca de golpes em pé e percebendo que a derrota nas papeletas no primeiro assalto era inevitável, Amirkhani passou a tentar quedas,tendo sucesso apenas nos últimos segundos da etapa incial. Edson Barboza 10 x 9 Makwan Amirkhani.

No segundo round, o brasileiro passou a atacar com ganchos no corpo do iraniano, que se preocupou demais com o golpes e abriu caminho para que dois diretos de direita acertassem seu queixo e o levassem a knockdowns em momentos diferentes. Na sequência, Edson tentou estrangulamentos, que foram bem defendidos pelo oponente. Edson Barboza 20 x 17 Makwan Amirkhani.

Ciente da desvantagem, o iraniano partiu para cima desde o início do assalto final e conseguiu uma queda. Depois de ficar por cima em boa parte do round, Amirkhani terminou a etapa sofrendo com uma sequência de socos do brasileiro, que ‘roubou’ a vantagem parcial e abriu larga vantagem nas papeletas. Edson Barboza 30 x 26 Makwan Amirkhani.

Confira os resultados do ‘UFC Fight Island 5’:

Edson Barboza venceu Makwan Amirkhani por decisão unânime;
Marcin Tybura venceu Ben Rothwell por decisão unânime;
Dricus du Plessis nocauteou Markus ‘Maluko’ no 1º round;
Tom Aspinall nocauteou Alan Baudot no 1º round;
llia Topuria venceu Youssef Zalal por decisão unânime;
Tom Breese nocauteou KB Bhullar no 1º round;
Chris Daukaus nocauteou Rodrigo ‘Zé Colmeia’ no 1º round;
Joaquin Buckley nocauteou Impa Kasanganay no 2º round;
Tony Kelley venceu Ali AlQaisi por decisão unânime;
Giga Chikadze venceu Omar Morales por decisão unânime;
Tracy Cortez venceu Stephanie Egger por decisão unânime;
Tagir Ulanbekov venceu Bruno ‘Bulldoguinho’ por decisão unânime.

Mais em UFC