Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Desafiado por Makhachev, Chandler elege Gaethje como rival ideal: “A luta que eu quero”

No último sábado (17), Michael Chandler teve sua primeira experiência como comentarista durante a transmissão do UFC Vegas 31. Na mesma noite, o americano viu suas funções se cruzarem ao ser desafiado por Islam Makhachev, protagonista da luta principal do show, logo após sua vitória sobre Thiago Moisés. Mas, aparentemente, o ex-campeão peso-leve (70 kg) do Bellator tem outro rival em mente para seu próximo compromisso.

Durante uma transmissão ao vivo pelo ‘Instagram’, Chandler apontou Justin Gaethje – atual número dois no ranking dos leves – como o adversário de sua preferência para a próxima luta. Porém, de acordo com o americano, seu rival de divisão teria recusado enfrentá-lo todas as vezes que o confronto lhe foi oferecido. Ainda assim, o ex-campeão do Bellator segue convicto de que este é o combate certo a se fazer, e não contra Makhachev.

“Gaethje deveria ser o próximo. Não há dúvidas sobre isso. Não é segredo que Makhachev e Gaethje compartilham o mesmo empresário, então obviamente aquele empresário gostaria de dizer: ‘Hey, jogue Islam no caminho. Jogue Islam no caminho de Chandler, para que isso desvie as atenções do Gaethje’. Mas Justin é Gaethje: qual foi, irmão. Você se considera um lutador, e você é – você é um dos caras mais empolgantes no Mixed Martial Arts. Esteja preparado para fazer um (vídeo) de melhores momentos ou para estar em um (vídeo) de melhores momentos, porque é isso que eu sou. É isso que eu estou preparado para fazer”, declarou Chandler, antes de completar.

“É o seguinte, eu já disse o nome do Justin Gaethje no mínimo 100 vezes desde que eu assinei com a organização. Ele já foi perguntado para lutar comigo três ou quatro vezes. Todas as vezes ele recusou. Nós estamos ranqueados duas posições um do outro. Ele não luta desde outubro. Ele precisa pegar uma luta se ele pensa que vai lutar pelo título. Por alguma razão, ele e seu camp não têm interesse em me enfrentar. Essa é a luta que eu quero, essa é a luta que deveria acontecer”, sentenciou.

Com a maior parte de sua carreira construída no Bellator, Chandler foi apresentado como o principal reforço do UFC para a temporada passada. Depois de servir como suplente para a disputa de título entre Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, em outubro do ano passado, o americano fez sua aguardada estreia em janeiro deste ano, nocauteando Dan Hooker e se credenciando para lutar pelo cinturão dos leves, vago após a aposentadoria de Khabib.

Na disputa pelo título até 70 kg do Ultimate, o ex-Bellator começou bem o duelo contra Charles ‘Do Bronx’ e esteve próximo de decidir a luta no primeiro round, mas o brasileiro se recuperou e venceu por nocaute na segunda etapa, se consagrando como novo campeão da categoria. De olho em uma nova oportunidade de lutar pelo cinturão, Chandler aguarda agora a definição de seu próximo adversário.

Mais em UFC