Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Derrick Lewis entra na briga e pede R$ 45 milhões para disputar cinturão do UFC

A novela protagonizada por Jon Jones para enfrentar Francis Ngannou começa a afetar os demais atletas do peso-pesado. Após o camaronês se tornar campeão da categoria no último sábado (27), em Las Vegas (EUA), ‘Bones’ e Dana White divergiram em relação aos valores para a realização da superluta contra ‘The Predator’. Nesta quarta-feira (31), o americano informou que conversou com a companhia e indicou que seu passe vale mais do que dez milhões de dólares (cerca de R$ 56 milhões). Atento ao cenário, Derrick Lewis se posicionou.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Lewis aproveitou a insatisfação de Jones, que considerou baixa a quantia oferecida pelo UFC, para colocar suas cartas na mesa. De acordo com o número dois no ranking do peso-pesado, ele aceita enfrentar Ngannou pela segunda vez por um valor ‘mais acessível’ ao exigido pelo ex-campeão dos meio-pesados (93 kg), mas também na casa dos milhões.

A declaração de Lewis veio em boa hora, já que o atleta vive excelente fase na carreira e ocupa boa posição no ranking do peso-pesado. Além disso, o próprio Dana revelou na coletiva de imprensa pós-UFC 260 que ‘The Black Beast’ seria o próximo desafiante da categoria, caso algo impedisse a realização da superluta entre Jones e Ngannou. Como Lewis disputou o título da divisão e enfrentou o camaronês no passado, pode receber uma nova oportunidade contra o campeão.

“Farei isso por oito milhões (cerca de R$ 45 milhões). M****”, escreveu o maior nocauteador da história do peso-pesado do UFC em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Além de pedir um valor menor do que Jon Jones ao UFC para enfrentar Francis Ngannou, Derrick Lewis também pode levar a melhor na queda de braço com o ex-campeão dos meio-pesados por outros motivos.

Em 2018, ‘The Black Beast’ venceu o atual campeão do peso-pesado, em duelo que frustrou parte da comunidade do MMA. Em desvantagem no placar, ‘The Predator’ adiantou que a revanche com o americano faz parte de seus planos e garantiu que vai dar rodagem à categoria.

Mais em UFC