Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Dana indica que Edwards precisa vencer de forma convincente para lutar pelo título

Aos poucos, o cenário dos meio-médios (77 kg) fica mais claro e Dana White tem no ‘main event’ do UFC Vegas 21 um grande exemplo da nova movimentação da categoria. Na atração que acontece neste sábado (13), em Las Vegas (EUA), Leon Edwards volta à ação contra Belal Muhammad e busca consolidar seu lugar entre os melhores da categoria. E de acordo com o cartola, o inglês precisa não apenas vencer, mas também convencer para se tornar o próximo desafiante.

A situação de Edwards nos meio-médios é complicada. O inglês foi um dos lutadores mais afetados pela pandemia de COVID-19 e sua última atuação aconteceu em julho de 2019. Como o duelo entre ‘Rocky’ e Khamzat Chimaev caiu três vezes por conta do vírus, o atleta, terceiro colocado no ranking da categoria, aceitou encarar Muhammad, 13º na classificação.

Com a grande distância entre os protagonistas do show na tabela, Dana indicou que Edwards tem que confirmar o favoritismo, antes de pensar adiante, mesmo tendo vencido oito combates seguidos. Ao mesmo tempo, o líder da empresa enalteceu o valor que o azarão nas casas de apostas possui.

“100% Edwards é o próximo. Muhammad saiu de uma grande luta e sente que deveria estar lutando contra os tops. Essa oportunidade apareceu e ele aproveitou. Eu amo caras que se apresentam, aproveitam as chances e lutam frequentemente. Não poderia ter ficado melhor”, declarou Dana ao canal do ‘YouTube’ ‘BT Sport’.

Antes do UFC oficializar a luta entre Belal Muhammad e Leon Edwards, Colby Covington estava no páreo para substituir Khamzat Chimaev. O inglês até deu sinal positivo para a realização do embate contra o ex-desafiante dos meio-médios, porém o americano recusou e menosprezou ‘Rocky’. Desde então, Edwards trata ‘Chaos’ como rival e expressa o interesse em se encontrar com o desafeto no octógono.

Mais em UFC