Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Dana encerra discussão sobre Nick Diaz enfrentar Usman: “Só um idiota faria isso”

Nick Diaz mal voltou ao UFC e já causou tumulto nos meio-médios (77 kg). Na edição de número 266, que acontece neste sábado (25), em Las Vegas (EUA), o ‘bad boy’ fará seu retorno triunfal após seis anos de afastamento contra Robbie Lawler, mas já está de olho em um possível embate com Kamaru Usman, campeão da categoria. Contudo, o veterano terá trabalho para convencer Dana White a realizar tal duelo.

Em entrevista ao ‘Yahoo Sports’, o líder do UFC se mostrou totalmente contra a possibilidade de marcar a luta entre Nick e Usman. O motivo é simples, já que os profissionais se encontram em momentos completamente diferentes em suas respectivas carreiras.

Enquanto o ‘bad boy’, que não atua desde 2015, se reencontra com o octógono, o campeão dos meio-médios é um dos atletas de maior domínio da atualidade e possui vitórias imponentes sobre grandes nomes do esporte. Vale lembrar que o próprio Nick expressou o interesse em medir forças com Usman e afirmou que é mais difícil vencer Lawler do que destronar o nigeriano. Entretanto, Dana indicou que apenas pessoas que não entendem de MMA transformariam o hipotético combate em realidade.

“Você acha que Nick deveria estar lutando contra Usman? Você sabe o que tenho dito ultimamente. Usman é o melhor lutador peso-por-peso do mundo. Ele venceu Masvidal duas vezes, ‘Durinho’, Woodley, Dos Anjos, Demian Maia, Leon Edwards. Quer dizer, a lista de caras que esse cara venceu é inacreditável e também a maneira como ele os venceu. Ele é o campeão dessa divisão e é o melhor lutador peso-por-peso do mundo. Alguém aí acha que ele é quem Nick deveria enfrentar depois de ficar quase sete anos sem lutar? Só um idiota faria essa luta”, decretou o cartola.

Apesar de não ter conquistado o cinturão dos meio-médios do UFC, Nick Diaz, de 38 anos, é um dos atletas mais populares do MMA. O ‘bad boy’ se destacou no esporte na base do jiu-jitsu e do boxe. Em sua carreira, o americano disputou o título interino e linear da categoria contra Carlos Condit e Georges St-Pierre, respectivamente, e perdeu para os rivais por decisão unânime. O veterano possui um cartel profissional de 26 vitórias, dez derrotas, dois ‘no contest’ (luta sem resultado) e triunfos marcantes sobre BJ Penn, Frank Shamrock, Gleison ‘Tibau’ e Robbie Lawler.

Mais em UFC