Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Dana discorda da pontuação dos juízes na vitória de Sterling sobre Yan no UFC 273

No último sábado (9), Aljamain Sterling e Petr Yan voltaram a se encontrar dentro do octógono. Pelo co-main event do UFC 273, os astros do peso-galo (61 kg) fizeram uma luta parelha que terminou com vitória do americano de ascendência jamaicana sobre o russo, na decisão dividida dos juízes. A pontuação da peleja, entretanto, causou certa polêmica.

Na coletiva de imprensa pós-show, Dana White apontou o que, na sua visão, foi um erro cometido pelos jurados laterais. Para o presidente do UFC, a vitória, por pontos, deveria ter ido para o lutador russo. Vale destacar que o próprio Petr Yan também reclamou da pontuação nas papeletas dos juízes, ainda no octógono, logo após ser anunciada a vitória de Aljamain Sterling, que com o resultado manteve o cinturão linear dos galos.

“Eu achei que os juízes estragaram essa. Eu marquei 3-2 para Yan. Eu não sei como vocês pontuaram. Tudo depende de como você pontuou aquele primeiro round”, apontou Dana White.

Apesar de discordar da decisão dos juízes, o mandatário não parece inclinado a promover uma revanche imediata entre os pesos-galos. De acordo com Dana, o próximo atleta a disputar o título da categoria contra Sterling deve ser o ex-campeão TJ Dillashaw.

“Essa luta vai estar lá (no futuro). Petr Yan é um dos caras mais malvados da divisão, mas você provavelmente tem que fazer a luta com TJ (Dillashaw)”, indicou o presidente do UFC.

Esta não foi a primeira polêmica envolvendo o desfecho de uma luta pelo título entre Aljamain Sterling e Petr Yan. Em março do ano passado, no primeiro embate entre eles, a vitória ficou com o americano após ser atingido por um golpe ilegal aplicado pelo rival. Após o combate, boa parte da comunidades do MMA questionou se ‘Aljo’ não teria exagerado na encenação para obrigar o árbitro a encerrar precocemente o combate e desclassificar o russo, garantindo a Sterling, então, a conquista do cinturão peso-galo.

Mais em UFC