Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Dana confirma negociações com Kayla Harrison e sugere luta com Amanda Nunes

Ao que tudo indica, Dana White está, de fato, interessado na contratação da ex-judoca Kayla Harrison, duas vezes medalhista de ouro olímpica. Depois de minimizar os feitos da americana no MMA até o momento, questionando a competição enfrentada por ela no PFL, liga onde conquistou o bicampeonato do torneio peso-leve (70 kg) neste ano, o presidente do UFC parece ter mudado sua abordagem ao comentar sobre a possível chegada da lutadora para reforçar o plantel de atletas da organização que comanda.

Em entrevista à ‘TSN’, Dana admitiu que o UFC está em conversas com os representantes de Harrison e citou o especulado confronto contra Amanda Nunes – campeã peso-galo (61 kg) e peso-pena (66 kg) do UFC – como principal incentivo para que a americana opte por assinar um contrato com a entidade que preside. Vale lembrar que a ex-judoca – livre no mercado desde o fim de seu vínculo com o PFL – já deixou claro que seu grande objetivo na carreira é alcançar o status de ‘GOAT’ (‘maior de todos os tempos’) e, para isso, uma vitória sobre a baiana seria fundamental.

“Eu estou interessado em toda essa coisa da Kayla Harrison. Ela diz que é a melhor lutadora do mundo, só existe uma forma de descobrir: venha para cá e lute com a GOAT. Você quer ser a maior de todos os tempos? Venha lutar com a GOAT”, convocou Dana White.

Um empecilho para a realização de tal confronto seria o fato de ambas as atletas representarem a academia ‘American Top Team’, tendo em vista que o próprio dono da equipe – Dan Lambert – já se mostrou contrário à ideia de colocar suas duas estrelas frente a frente. Porém, Dana ressaltou sua confiança que, caso Harrison seja contratada pelo UFC, conseguiria promover o duelo entre as lutadoras.

“Bem, primeiro de tudo, Amanda Nunes é uma das melhores atletas com quem eu já trabalhei e ela não brinca com aquela besteira de ‘nós somos amigas'”, ponderou o cartola.

Medalhista de ouro nas Olímpiadas de Londres e do Rio de Janeiro, em 2012 e 2016, Kayla Harrison migrou para o MMA profissional em 2018 e desde então venceu todos os 12 combates disputados, dez deles pela via rápida. Além do UFC, a ex-judoca – bicampeã do torneio peso-leve do PFL – já despertou também o interesse do Bellator, onde poderia duelar com outra lenda da modalidade, a brasileira Cris ‘Cyborg’, atual soberana da divisão até 66 kg da liga.

Mais em UFC