Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

UFC

Covington condena possível furada de fila de Masvidal: “Recompensar um covarde?”

Colby Covington não reagiu bem ao surpreendente desafio feito por Kamaru Usman a Jorge Masvidal. No UFC 258, evento que aconteceu no último sábado (13), em Las Vegas (EUA), o número um dos meio-médios (77 kg) nocauteou Gilbert ‘Durinho’, defendeu o cinturão pela terceira vez e mirou suas atenções para o velho conhecido. Como a relação entre ‘Chaos’ e o nigeriano é conturbada, o ex-campeão interino da categoria criticou a possível luta e aproveitou para atacar o antigo parceiro de treino.

Em entrevista à ‘Submission Radio’, Covington destacou que a revanche entre Usman e Masvidal não faz o menor sentido nos meio-médios. Não satisfeito, o americano ofendeu seu compatriota. Vale lembrar que, antes do desafio feito pelo campeão da categoria, a imprensa especializada especulou que os rivais ‘Chaos’ e ‘Gamebred’ poderiam ser treinadores da próxima edição do TUF e lutariam na sequência.

Inclusive, Covington se colocou à disposição para encarar o antigo parceiro de ATT (American Top Team) e o acusou de fugir do embate. No passado, a dupla era bastante próxima, porém, como os atletas conseguiram se destacar no UFC, o bom relacionamento se deteriorou.

“Dar uma chance para Masvidal? Ele é o próximo Diaz. Ele só quer lutar uma vez a cada dois, três anos. Você vai recompensar esse cara? Ele não luta há um ano. Essa luta acontece sempre da mesma forma. Você quer ter o mesmo resultado? Para que? Qual é o ponto? Seis dias, seis meses, seis anos, essa luta é sempre a mesma. O que Masvidal fez além de ficar de fora? Ele está com medo de lutar, sabe que está acabado. Ninguém quer ver aquele cara lutar pelo título, porque todos sabem o que vai acontecer. Será o mesmo resultado. Por que recompensar um covarde?”, criticou Covington.

Além de não enfrentar Jorge Masvidal, Colby Covington também lamentou não acertar as contas com Kamaru Usman. Os rivais lutaram em 2019 e, na ocasião, o nigeriano defendeu o cinturão dos meio-médios do UFC ao nocautear o desafiante no quinto round. Inclusive, Dana White chegou a cogitar realizar a revanche imediata entre os desafetos, por conta do alto nível do duelo. Apesar do elogio do presidente da organização, ‘Chaos’ não aceitou o resultado e afirmou ter sido prejudicado pelo árbitro.

Mais em UFC