Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Cormier revela que pode voltar a lutar para disputar título dos meio-pesados do UFC

Sem lutar desde agosto de 2020, Daniel Cormier não descarta voltar a atuar no MMA para ampliar seu legado no esporte. O ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) e do peso-pesado do UFC passou a integrar o ‘Hall da Fama’ da companhia em cerimônia realizada em junho, em Las Vegas (EUA), e, ao que parece, tal homenagem o empolgou. Tanto que o ex-lutador e atual comentarista revelou o único cenário que o faria sair da aposentadoria.

Em uma sessão de perguntas e respostas nas redes sociais, Cormier informa que, por mais complicado que seja, está aberto a voltar a lutar, caso o UFC lhe ofereça a disputa pelo cinturão dos meio-pesados. Vale destacar que Jiri Prochazka é o atual campeão da categoria, mas é ‘DC’ quem tem história nela. O veterano, um dos maiores nomes de todos os tempos da divisão, conquistou o título em 2015, o defendeu em três oportunidades e só saiu do topo dela, porque decidiu se aventurar no peso-pesado do Ultimate.

Como Cormier não foi derrotado quando alcançou o topo dos meio-pesados do UFC, contou que passou a ter um sentimento de história não concluída no peso. Dessa forma, o ex-lutador se colocou à disposição da companhia para medir forças com Prochazka, que se tornou campeão da categoria em julho. É bem verdade que, aos 43 anos, ‘DC’ admite que está satisfeito com seu trabalho como comentarista e que perder peso com uma idade avançada para atuar nos esportes de combate é uma das tarefas mais difíceis de um atleta, porém não descarta realizar uma participação especial no MMA, caso esta também seja a vontade da empresa.

“Eu disse isso quando me aposentei, que só lutaria pelos cinturões. Não mereço uma luta pelo título dos pesados. Miocic não é o campeão. Ele me derrotou nas últimas duas vezes. Não mereço uma chance pelo título dos pesados. Se fosse para lutar de novo, e não quero, teria que voltar para os meio-pesados. Por que? Porque não perdi. Lembre-se, eu liberei o título sempre que não queria voltar lá. Então, porque deixei o título vago, agora talvez exista algum potencial, ‘Ei Dana, você acha que eu poderia lutar com Prochazka pelo título?’. Especialmente com o reconhecimento do meu nome e o que me tornei fora da luta, talvez tenha algum valor nisso. Não quero, mas faria. Se tivesse vontade de lutar e quisesse tentar realizar algo grande mais uma vez, seria necessário voltar para os meio-pesados, porque simplesmente não há luta pelo título nos pesados. Se isso acontecer, é melhor que aconteça logo. Faço 44 anos em março, mas Randy Couture conquistou o cinturão dos pesados com 45, então não é impossível”, declarou o ex-lutador.

Daniel Cormier é um dos melhores lutadores da história do MMA. O americano iniciou sua trajetória no esporte em 2009 e marcou época nele. ‘DC’ conquistou o título dos meio-pesados, do peso-pesado do UFC e o GP do peso-pesado do Strikeforce. O profissional encerrou seu ciclo na modalidade com um cartel composto por 22 vitórias, três derrotas e um ‘no contest’ (sem resultado). Seus principais triunfos foram sobre Alexander Gustafsson, Anderson Silva, Anthony Johnson (duas vezes), Dan Henderson, Derrick Lewis, Frank Mir, Josh Barnett e Stipe Miocic.

Mais em Notícias