Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

UFC

Conor McGregor é preso na França acusado de assédio sexual; entenda

A vida de Conor McGregor fora dos cages segue rodeada de polêmicas. Em novo caso policial, o atleta foi preso em território francês acusado de assédio sexual e, após ser encaminhado para a delegacia e prestar depoimento, foi liberado enquanto os oficiais analisam o caso.

A notícia foi publicada em primeira mão pela reportagem da ‘AFP Sport’ neste sábado (12). Ainda de acordo com a publicação, o promotor do caso confirmou, em breve comunicado, o teor das acusações contra o ex-campeão de duas categorias do UFC.

“Após uma queixa apresentada no dia 10 de setembro denunciando atos que poderiam ser descritos como tentativa de agressão sexual e exibição sexual, o Sr. Conor Anthony McGregor foi levado para uma audiência pela polícia”, ressaltou.

Ao ‘TMZ Sports’, um representante do lutador afirmou que Conor McGregor nega as acusações de forma veemente e salienta que ele já foi liberado pelos responsáveis após prestar depoimentos. O episódio aconteceu na Córsega, território francês próximo da Itália.

De férias aproveitando o verão europeu, Conor participava de corrida de 24 horas por 180 km entre Córsega e o Principado de Mônaco. A competição fazia parte de uma ação de caridade realizada ao lado da princesa Charlene de Mônaco para ajudar a promover a conscientização sobre o uso seguro e racional de água. Após as acusações, o atleta foi retirado do torneio.

Vale lembrar que este não é o primeiro incidente de Conor que toma as manchetes de forma negativa. Em Nova York, Conor foi encaminhado para a delegacia após atacar um ônibus do UFC na tentativa de agredir o russo Khabib Nurmagomedov. Na Irlanda, o lutador foi filmado socando um senhor que se recusou a experimentar seu uísque.

Também no seu país natal, McGregor quebrou o celular de um fã que o filmava na saída de uma casa noturna. Além disso, foi noticiado que seu nome faz parte de uma investigação sigilosa sobre a acusação de assédio sexual.

Mais em UFC