Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Companheira de Amanda Nunes comemora melhora após brasileira contrair COVID-19

Recentemente, Amanda Nunes testou positivo para a COVID-19 e a notícia caiu como uma bomba na comunidade do MMA. O motivo é simples, já que a campeã do peso-galo (61 kg) foi impedida de colocar seu cinturão em jogo contra Julianna Peña na edição de número 265, que acontece no dia 7 de agosto, em Houston (EUA). No entanto, de acordo com Nina Nunes, companheira da brasileira, sua família já convivia com o quadro.

Em suas redes sociais, Nina, que vive com Amanda e com a filha Raegan, fruto de sua união com a brasileira, relatou que passou por um momento delicado, mas, ao mesmo tempo, fez questão de comemorar a melhora no cenário. A atleta do UFC tranquilizou seus fãs e os da baiana ao informar que sua família testou negativo para a COVID-19. Apesar da boa notícia, a luta da ‘Leoa’ contra Julianna segue cancelada, em respeito aos protocolos de combate ao vírus.

“Depois de 11 dias se sentindo uma droga, todas testamos negativo”, celebrou Nina ao utilizar a ferramenta ‘stories’ do ‘Instagram’.

Invicta desde março de 2015, Amanda Nines coleciona 12 vitórias seguidas no octógono, acumula dois cinturões de forma simultânea e o status de melhor lutadora de MMA da história. A baiana também é dona de um cartel profissional com 21 triunfos e quatro derrotas. Sua última apresentação no UFC aconteceu em março, quando finalizou Megan Anderson no primeiro round, em manutenção do título do peso-pena (66 kg).

Por outro lado, a fase de Nina Nunes não é boa. A americana perdeu as duas últimas lutas que realizou, sendo a mais recente diante de Mackenzie Dern, em abril. No MMA profissional a atleta possui um cartel composto por dez triunfos e sete derrotas.

Reprodução/Instagram

Mais em UFC