Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Comentarista sugere que Chandler integre ‘Hall da Fama’ do UFC após encarar Gaethje

Para parte da comunidade do MMA, a luta entre Justin Gaethje e Michael Chandler, realizada em novembro, em Nova York (EUA), foi a melhor da temporada 2021 e Jon Anik, comentarista do UFC, concordou com tal escolha. Na ocasião, ‘The Highlight’ venceu o combate, mas o ex-campeão do peso-leve (70 kg) do Bellator, mesmo derrotado, se destacou no octógono tanto quanto o algoz e impressionou o profissional.

Quando foi anunciado pelo UFC, o confronto envolvendo Chandler e Gaethje, imediatamente, brilhou aos olhos dos fãs, por conta do estilo de luta empolgante da dupla. No octógono, os tops do peso-leve confirmaram a expectativa de parte da comunidade do MMA e protagonizaram uma verdadeira batalha, com direito a muita violência e reviravolta. No primeiro round, ‘Iron’ foi mais agressivo, explosivo e quase nocauteou o oponente. No segundo assalto, ‘The Hightlight’ se recuperou, voltou melhor e também poderia ter definido o duelo.

Na terceira e última parcial, os atletas partiram para o tudo ou nada e, como foi mais consistente, o ex-campeão interino do peso-leve do UFC superou o antigo rei do Bellator, que preferiu trocar os golpes por gestos para animar o público. Mesmo assim, Anik ressaltou que o duelo entre os lutadores não seria tão épico sem a presença de Chandler. Ainda empolgado ao relembrar do combate, o comentarista cravou que o representante da ‘Sanford MMA’ é merecedor de integrar o ‘Hall da Fama’ da companhia por conta do clássico que protagonizou com Gaethje. Vale pontuar que ‘Iron’ estreou na empresa em 2021 e já se tornou imprescindível.

“Chandler, culpe-o se puder como treinador de MMA por ter adotado essa abordagem empolgante contra Gaethje, mas ele se colocou no ‘Hall da Fama’ do UFC, pelo menos na ala das lutas, com essa que fez. Aquela abordagem, aquele desempenho, com esse coração, essa habilidade e tudo mais. Gaethje é o cara, mas Chandler era um outro lado muito disposto a fazer tudo isso”, declarou Anik, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’.

Michael Chandler, de 35 anos, é um dos lutadores mais populares do peso-leve do UFC. O americano, ex-campeão do Bellator, estreou na maior organização de MMA do mundo na temporada 2021, disputou três combates e passou a ocupar a quinta posição no ranking da categoria. No esporte desde 2009, ‘Iron’ realizou 29 lutas, venceu 22 e perdeu sete vezes. Seus principais triunfos na modalidade foram diante de Ben Henderson (duas vezes), Brent Primus, Dan Hooker, Eddie Alvarez e Patricky ‘Pitbull’ (duas vezes).

Mais em UFC