Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Chimaev afirma que será campeão do UFC e provoca: “Vão ficar com medo”

Demorou, mas Khamzat Chimaev, enfim, fará seu retorno ao MMA. No UFC 267, evento que acontece neste sábado (30), em Abu Dhabi (EAU), o sueco, totalmente recuperado das complicações por conta da COVID-19, vai enfrentar Li Jingliang pelos meio-médios (77 kg) e, em caso de vitória, deve voltar a integrar o top-15 da categoria. Apesar de não lutar desde setembro de 2020, ‘Borz’ segue confiante de que vai ampliar sua invencibilidade e de que terá um futuro glorioso no esporte.

No ‘media day’ do UFC 267, realizado nesta quarta-feira (27), Chimaev cravou que é apenas uma questão de tempo para se tornar campeão do UFC. Vale destacar que, desde sua primeira aparição pela maior organização de MMA do mundo, o sueco não só afirmava que estava pronto para enfrentar os tops dos meio-médios e do peso-médio (84 kg), como também os venceria. Tanto que chegou a declarar que esmagaria Kamaru Usman e Israel Adesanya, atuais reis das divisões.

Como ficou um logo período afastado por problemas de saúde, Chimaev ressaltou que não tem pressa para alcançar o lugar mais alto dos meio-médios. Pelo contrário, a promessa do UFC se colocou à disposição para recuperar o tempo perdido para provar seu valor entre os melhores lutadores e se consolidar na elite da categoria. De acordo com ‘Borz’, Jingliang, 11º colocado no ranking da divisão, é o adversário ideal para fazer parte da comunidade do MMA se lembrar de seu nível de habilidade. Confiante, o sueco prometeu que os demais competidores voltarão a temê-lo após dar novo show no octógono.

“Espero que sim, mas não acho que esses caras vão querer lutar comigo depois dessa luta. Eles vão começar a ficar com medo de novo, reclamar, dizer que eu nunca lutei contra alguns desses caras no topo, coisas assim. Veremos o que acontece depois dessa luta. É claro que ficarei feliz se o UFC me der alguém como Edwards, mas acho que se ele ganha essa luta, deve disputar o título. Quantas vitórias consecutivas ele tem agora? Dez, nove? Respeito isso”, declarou Chimaev, antes de completar.

“Ganhando essa luta, preciso ganhar uma, duas, três lutas a mais antes de disputar o título. Não quero furar a fila, ultrapassar os caras e ouvir as pessoas falando que foi algo desrespeitoso. Não gosto dessa conversa. Quero mostrar quem sou. Vou vencer todos os caras no top-10 e vou me tornar campeão. As pessoas sempre vão falar que alguém é melhor do que eu, mas sei quem sou e vou arrancar a cabeça dele”, concluiu.

Após vencer as três lutas que disputou no UFC, Khamzat Chimaev chegou a integrar o top-15 dos meio-médios, mas sua ascensão na categoria foi interrompida. O sueco estava escalado para enfrentar Leon Edwards, que seria o combate mais importante de sua carreira, mas o duelo caiu três vezes devido a COVID-19. Recuperado, ‘Borz’ se prepara para dar continuidade ao seu bom momento na maior organização de MMA do mundo.

Mais em UFC