Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Chandler aconselha Dustin Poirier a realizar quarta luta contra Conor McGregor

Aparentemente, o futuro de Dustin Poirier no UFC está claro, mas ainda pode sofrer alterações. Após nocautear Conor McGregor pela segunda vez, em julho, e encerrar a trilogia em vantagem, ‘The Diamond’ se consolidou no topo do peso-leve (70 kg) e confirmou a posição de desafiante número um da categoria contra Charles Oliveira. Mas, de acordo com Michael Chandler, um velho conhecido pode mudar os planos do americano.

Em entrevista ao canal do ‘YouTube’ ‘Helen Yee Sports’, Chandler, atleta e comentarista, aconselhou Poirier a realizar a quarta luta contra McGregor, após este se recuperar da cirurgia na perna. Vale destacar que o próprio ‘The Diamond’ se mostrou interessado em um novo encontro com o desafeto por conta dos ataques feitos pelo mesmo, apesar de liderar o placar da rivalidade, e Dana White, líder do UFC, abriu as portas para mais um capítulo da saga entre os inimigos, porque classificou como injustiça a trilogia terminar com a lesão da estrela.

“Se eu sou Poirier, estou apenas esperando pela quarta luta com McGregor. Se Poirier ganhar o título, McGregor pode voltar e lutar contra Poirier se ele conquistar o título? Coisas loucas aconteceram. Se eu sou Poirier, estou esperando McGregor, especialmente, depois que ele disse várias coisas sobre minha esposa, meus filhos, sobre me matar, todo tipo de coisa”, declarou o ex-campeão do Bellator, antes de completar.

“Mas eu também sei e isso é uma prova de Poirier como competidor, que ele quer ganhar o prêmio final no MMA. Ele foi campeão interino, mas não foi campeão incontestável. Acho que o competidor nele vai lutar contra Charles, mas há uma parte de mim que diz que ele pode muito bem esperar para conseguir a valiosa luta com McGregor”, concluiu.

Dustin Poirier, de 31 anos e ex-campeão interino do peso-leve do UFC, é um dos lutadores mais condecorados na história da categoria. No MMA desde 2009 e no Ultimate dois anos depois, ‘The Diamond’ superou nomes importantes como Anthony Pettis, Conor McGregor (duas vezes), Dan Hooker, Eddie Alvarez, Jim Miller, Justin Gaethje e Max Holloway (duas vezes). Atualmente, o atleta ocupa a primeira posição no ranking da divisão e possui um cartel composto por 28 vitórias, sendo 21 pela via rápida, seis derrotas e um ‘no contest’.

Mais em UFC