Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Campeão dos penas do UFC mira futuro nos leves: “Tenho a força de um médio”

Atualmente, parte dos lutadores não se contenta mais com o cinturão de uma categoria do UFC. Ao longo dos anos, sete atletas conquistaram o título em duas divisões da companhia e Alexander Volkanovski manifestou o interesse em ampliar o seleto grupo. De acordo com o australiano, campeão do peso-pena (66 kg), é apenas uma questão de tempo para iniciar sua aventura no peso-leve (70 kg) .

Em entrevista à ‘Submission Radio’, Volkanovski admitiu que precisa ampliar seu legado no peso-pena, pois adversários não lhe faltam, mas já vislumbra seu futuro no peso-leve. A confiança do australiano é tanta que, mesmo sendo mais baixo do que os potenciais oponentes, garantiu que compensa a desvantagem nos quesitos força e técnico. Tal postura de Volkanovski se justifica por conta de seu passado, uma vez que atuou nos leves, meio-médios (77 kg) e, antes de iniciar sua trajetória no MMA, foi jogador de rugby.

“Eu tenho o tipo de força de um meio-médio ou médio. Você pega qualquer um que tenha treinado comigo e pode perguntar sobre o tamanho, poder e força que tenho. Eu não acho que seria dominado nos leves. Não sou arrogante, mas confio muito em mim e sei que tenho as habilidades para me sair bem nos leves mesmo contra os melhores. Eu ainda tenho trabalho a fazer, mas no final deste ano ou no início do próximo, estou de olho nos leves”, contou o campeão.

Antes da aventura no peso-leve, Alexander Volkanovski tem um compromisso importante pela frente. No UFC 260, evento que acontece no dia 27 de março, em Las Vegas (EUA), o campeão do peso-pena vai colocar o cinturão em jogo pela segunda vez, diante de Brian Ortega. O duelo coloca frente a frente atletas com estilos diferentes. Enquanto o desafiante possui um perfil agressivo e definidor de lutas, o número um da categoria aposta no pragmatismo no octógono e sua eficiência é tanta, que permanece invicto na organização.

Mais em UFC