Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Brandon Moreno mostra respeito por Kai Kara-France e ignora Deiveson Figueiredo

Finalmente, a maior rivalidade do peso-mosca (57 kg) do UFC teve uma pausa. Neste sábado (30), no Texas (EUA), Brandon Moreno enfrenta Kai Kara-France, em luta válida pelo cinturão interino da categoria e que interrompe a sequência de três combates do mesmo com Deiveson Figueiredo. Inclusive, ‘The Assassin Baby’ comemora a oportunidade de encarar um novo adversário e faz questão de tratá-lo de maneira diferente.

Se Moreno protagonizou momentos tensos com Deiveson dentro e fora do octógono, com direito a provocações e ofensas, o clima bélico não foi visto ao lidar com Kara-France. Pelo contrário, na coletiva de imprensa do UFC 277, realizada na última quinta-feira (28), o ex-campeão do peso-mosca mostrou a habitual confiança para o importante duelo, mas também reconheceu a qualidade do oponente, dono de três vitórias seguidas e do segundo lugar no ranking da categoria.

Em 2019, ‘The Assassin Baby’ venceu o neozelandês por decisão unânime, porém garantiu que jamais tratou a revanche como uma luta fácil. Derrotado em sua última aparição no octógono por Deiveson, o mexicano assegurou que não ficou abalado com o revés e, consequentemente, com a perda do cinturão do peso-mosca do UFC. Empolgado para encarar um adversário de alto nível e que vive a melhor fase na carreira, Moreno ignora ‘Daico’ e adianta que a possível vitória vai mostrar que é apenas questão de tempo para recuperar o título da divisão.

“Me preparei para outra guerra. Estou pronto para o que for. Tenho muito respeito por Kai. Não sei nada de Deiveson. Deixe-me vencer esta luta neste sábado e podemos conversar sobre isso. Estou com fome. Vou mostrar o motivo de ter sido campeão e o motivo que mereço ser campeão novamente”, declarou o mexicano.

Brandon Moreno, de 28 anos, é um dos principais lutadores do peso-mosca do UFC. ‘The Assassin Baby’ está em sua segunda passagem pela organização e, hoje, é uma espécie de embaixador dela no México. O atleta foi campeão da categoria em 2021, mas, em janeiro, não perdeu na primeira defesa de título. Agora, o mexicano, primeiro colocado no ranking da divisão, tem a chance de conquistar o título provisório. Seus principais triunfos foram sobre Brandon Royval, Deiveson Figueiredo, Dustin Ortiz, Jussier ‘Formiga’ e Kai Kara-France.

Mais em UFC