Siga-nos
Alejandro Salazar/PxImages

UFC

‘Borrachinha’ provoca Adesanya e mostra interesse em revanche: “Amamentou um bebê”

O futuro de Paulo Costa ainda é incerto no UFC, mas, de qualquer forma, ele não esquece um de seus grandes rivais no MMA. Atualmente, ‘Borrachinha’ vê seu nome ser ligado pela imprensa especializada a um possível duelo contra Robert Whittaker, em fevereiro, na Austrália, porém, enquanto não confirma o embate, trata de provocar Israel Adesanya, ex-campeão do peso-médio (84 kg).

Em 2020, o brasileiro enfrentou ‘The Last Stylebender’, em Abu Dhabi (EAU), em luta que ganhou apelo, porque colocava dois atletas invictos frente a frente e pelo ‘trash talk’ pesado feito por eles. Contudo, no duelo, o que se viu foi a superioridade de Adesanya que, não satisfeito com o nocaute aplicado em ‘Borrachinha’, foi para trás do rival, que ainda se recuperava no octógono, e simulou um movimento sexual, conhecido como ‘sarrada’.

Como o nigeriano foi derrotado por Alex ‘Poatan’, em novembro, e, consequentemente, viu seu reinado no peso-médio do UFC chegar ao fim, o brasileiro não perdoou o desafeto. Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), ‘Borrachinha’, sem esquecer do passado, aproveitou o raro momento em baixa de Adesanya no MMA para questionar sua masculinidade e deu a entender que tem o interesse em enfrentá-lo novamente, já vez que possui apenas mais uma luta em seu contrato com a organização.

“Adesanya é genuinamente um cara muito legal. Lembro que estávamos fazendo um evento, dando autógrafos e tirando fotos antes da nossa luta em Abu Dhabi. Pouco antes de terminarmos e sairmos, um bebê começou a chorar na fila. Adesanya notou e gentilmente perguntou à mãe se ele poderia ajudá-la com o problema. Ele gentilmente pegou o bebê, se sentou, levantou a camisa e amamentou o bebê ali. É um verdadeiro herói. Se isso não diz sobre a personalidade de alguém, então eu não sei o que vai explicar”, escreveu o lutador em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Paulo Costa, de 31 anos, é um dos principais lutadores brasileiros no UFC. O atleta, dono de um estilo de luta empolgante, ficou conhecido no esporte por conta do poder de seus golpes e de seu porte físico acima da média para atuar no peso-médio. ‘Borrachinha’ iniciou sua trajetória no MMA em 2012 e estreou no Ultimate em 2017. Pela companhia, o mineiro realizou oito combates, venceu seis deles, disputou o título da categoria e perdeu duas vezes. Seus triunfos mais importantes foram sobre Johny Hendricks, Luke Rockhold, Uriah Hall e Yoel Romero.

Mais em UFC