Siga-nos
Natassia Del Fischer/PxImages

UFC

Bisping aposta em vitória de Poirier na trilogia, mas enaltece coragem de McGregor

Neste sábado (10), Conor McGregor e Dustin Poirier protagonizam a aguardada trilogia no UFC 264, evento que acontece em Las Vegas (EUA), e o capítulo final da rivalidade mexe com a comunidade do MMA. Apesar da popularidade e talento do astro irlandês, parte dos fãs e demais atletas aposta em nova vitória do americano. Sendo assim, Michael Bisping também opinou sobre o decisivo duelo entre os tops do peso-leve (70 kg).

Em entrevista ao canal do ‘YouTube’ ‘Helen Yee Sports’, Bisping, ex-campeão do peso-médio (84 kg) do UFC e atual comentarista, apontou Poirier como favorito para a trilogia com McGregor. De acordo com o veterano, ‘The Diamond’ apresentou uma maior evolução como lutador de MMA. Mesmo assim, ‘The Count’ indicou que ‘Notorious’ não deve ser ignorado pelo adversário, já que continua sendo perigoso no octógono.

Apesar de apostar em Poirier, Bisping apontou que McGregor merece elogios por realizar a trilogia imediatamente após sua derrota por nocaute na revanche realizada em janeiro, em Abu Dhabi (EAU). Vale lembrar que essa não foi a primeira vez que o irlandês assumiu uma posição de risco na carreira. Em 2016, depois de ser finalizado por Nate Diaz, ‘Notorious’ pediu uma nova luta e, no mesmo ano, superou o algoz.

“Bem, eu acho que favorece Poirier. Digo isso porque eles acabaram de lutar e Poirier nocauteou. É claro que eles estão empatados, mas quando McGregor nocauteou Poirier, isso foi há muito tempo. A luta aconteceu nos penas e a habilidade de Poirier na trocação melhorou. Vimos que ele atacou McGregor da última vez, mas respeito McGregor. Acho que pelo ímpeto e por causa do nocaute recente, talvez penda para Poirier, mas você nunca pode subestimar McGregor”, declarou Bisping, antes de completar.

“Você tem que respeitar o que ele está fazendo para voltar ao octógono e lutar contra alguém que acabou de nocauteá-lo. Lutar com aquela pessoa novamente, logo em seguida, sem uma luta de aquecimento com alguém um pouco abaixo para aumentar seu hype e recuperar a confiança, isso exige muita coragem”, concluiu.

A trilogia entre Conor McGregor e Dustin Poirier reúne dois atletas de alto nível, populares e é um encontro rentável para todas as partes. A história entre a dupla se iniciou em 2014. Na primeira luta, disputada no peso-pena (66 kg), o clima entre os profissionais era hostil e o irlandês nocauteou ‘The Diamond’ em menos de dois minutos. Na revanche, válida pelo peso-leve, o americano deu o troco em ‘Notorious’ da mesma forma, em duelo que ficou marcado pelo respeito entre as partes. Para o embate decisivo, os rivais voltaram a se provocar.

Mais em UFC