Siga-nos
Divulgação/UFC

UFC

Após sofrer com COVID-19, Khamzat Chimaev indica retorno “para destruir todo mundo”

Depois de ser obrigado a desistir do combate contra Leon Edwards e até mesmo flertar com a aposentadoria, por conta de complicações de saúde causadas pela COVID-19, Khamzat Chimaev parece ter finalmente conseguido se recuperar. Em sua conta oficial no ‘Twitter’ (veja abaixo ou clique aqui), o russo naturalizado sueco indicou que está próximo de retornar à ação.

Após ter seu duelo contra Edwards cancelado três vezes, por não conseguir se recuperar completamente da COVID-19, Chimaev viajou para os Estados Unidos, onde ficou sob os cuidados da organização. Porém, o lutador desobedeceu ordens médicas e voltou a treinar antes do tempo, amplificando os já sérios sintomas da doença com os quais convivia.

Assustado, depois de cuspir sangue ao tossir, o sueco chegou a publicar uma mensagem de despedida em suas redes sociais, anunciando sua possível aposentadoria. Informação que foi desmentida pouco depois pelo presidente do UFC, Dana White, que conversou e acalmou o atleta, culpando sua desobediência pela piora do caso. Agora, ao que parece, Chimaev conseguiu finalmente se recuperar e pode sonhar com seu retorno aos octógonos.

“Surpresa, surpresa! Eu estou voltando para destruir todo mundo”, escreveu Khamzat.

Ainda com pouca experiência no MMA profissional, no qual iniciou sua trajetória em 2018, Khamzat Chimaev se tornou uma das sensações do UFC no ano passado, após vencer de forma contundente três combates em pouco mais de dois meses desde a sua estreia na liga. Bom também com o microfone nas mãos, o lutador de origem chechena logo garantiu uma vaga no ranking dos meio-médios (77 kg) e um confronto contra o então terceiro colocado na lista, Leon Edwards, que acabou ficando apenas no papel, devido à COVID-19.

Mais em UFC