Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Após dois anos suspenso por doping, TJ Dillashaw volta ao UFC para retomar a carreira

Depois de um longo período afastado dos octógonos, em decorrência de uma suspensão de dois anos aplicada pela USADA (agência americana antidoping), TJ Dillashaw faz seu aguardado retorno neste sábado (24), diante de Cory Sandhagen, na luta principal do UFC Vegas 32. Além da expectativa sobre como o ex-campeão peso-galo (61 kg) se comportará na sua volta à ação, o confronto chama a atenção por poder aproximar o vencedor de uma disputa de título futura.

Em 2019, quando vivia um grande momento de sua carreira – tendo reconquistado o cinturão dos galos ao nocautear Cody Garbrandt e defendido o mesmo com sucesso, novamente diante do ex-companheiro de treinos na ‘Team Alpha Male’ -, Dillashaw decidiu se aventurar na divisão de baixo e disputar o título dos moscas (57 kg) contra o então campeão Henry Cejudo. Porém, o desafio, que poderia colocar o americano no seleto grupo de bicampeões do Ultimate, trouxe apenas consequências negativas para sua carreira.

Além de ser nocauteado por Cejudo e ver seu sonho de conquistar o segundo título em divisões diferentes pelo UFC ir por água abaixo, TJ Dillashaw apresentou sinais da substância proibida ‘eritropoietina’ (EPO) em seu organismo, tanto em exames antidoping realizados antes, como depois da disputa. O lutador recebeu uma suspensão de dois da USADA e acabou perdendo seu cinturão peso-galo.

Apesar de ter admitido, posteriormente, o uso da substância ilícita de aumento de performance, Dillashaw afirmou que a trapaça só aconteceu para o combate contra Cejudo, afirmando que estava limpo em todas as suas conquistas anteriores. O discurso do lutador não pareceu convencer boa parte da comunidade do MMA, incluindo alguns de seus ex-colegas de equipe, que fizeram questão de duvidar publicamente das palavras do ex-campeão.

Portanto, o americano chega para o duelo deste sábado com um desafio a mais: provar para seus pares e para os fãs que pode ter o mesmo desempenho de outrora sem fazer o uso de drogas que garantem o aumento de performance. O longo período afastado dos octógonos, e consequentemente a falta de ritmo de luta, e a boa fase vivida por seu adversário, Cory Sandhagen, também devem ser obstáculos a serem superados por Dillashaw.

Por sua vez, Cory Sandhagen chega para o duelo contra Dillashaw credenciado por duas expressivas vitórias por nocaute sobre o ex-desafiante ao título Marlon Moraes e o ex-campeão peso-leve (70 kg) Frankie Edgar. De fato, o segundo colocado no ranking dos galos foi derrotado apenas uma vez em suas oito apresentações no octógono mais famoso do mundo, justamente para Aljamain Sterling, atual campeão da categoria.

A expectativa é que, com uma nova vitória sobre um ex-campeão do UFC, no caso TJ Dillashaw, ‘The Sandman’, como é conhecido, possa garantir uma oportunidade de lutar pelo cinturão em sua próxima luta, ainda que precise esperar pela revanche – ainda não agendada – entre Sterling e Petr Yan. Já Dillashaw, apesar de ser um dos grandes nomes da categoria, pode depender de outros fatores para se credenciar para uma nova disputa de título com um hipotético triunfo sobre Sandhagen.

O card do UFC Vegas 32 conta com apenas um representando brasileiro: Raulian Paiva. Depois de passar mal e chegar a ser hospitalizado em sua última tentativa de corte de peso como atleta da divisão dos moscas, o amapaense fará sua estreia como peso-galo na organização, categoria na qual Raulian disputou boa parte de seus combates antes de chegar ao Ultimate.

O adversário do brasileiro será Kyler Phillips, atual 14º colocado no ranking dos galos e ainda invicto no UFC. Se por um lado o desafio se mostra complicado no papel, por outro, um triunfo sobre o americano pode impulsionar Raulian para o top 15 de sua nova categoria com apenas uma luta disputada. O duelo será o responsável por anteceder a luta principal da noite, ocupando a vaga que seria das pesos-galos Macy Chiasson e Aspen Ladd, retiradas do card em razão de uma lesão da primeira.

Confira abaixo o card completo do UFC Vegas 32:

Cory Sandhagen vs T.J. Dillashaw
Kyler Phillips vs Raulian Paiva
Darren Elkins vs Darrick Minner
Miranda Maverick vs Maycee Barber
Randy Costa vs Adrian Yanez
Punahele Soriano vs Brendan Allen
Nassourdine Imavov vs Ian Heinisch
Mickey Gall vs Jordan Williams
Julio Arce vs Andre Ewell
Sijara Eubanks vs Elise Reed
Diana Belbita vs Hannah Goldy

Mais em UFC