Siga-nos

Entrevistas

Após dois anos afastado, Luigi Vendramini revela detalhes de retorno ao octógono

No mundo do esporte é comum que a paixão por uma modalidade seja passada de geração para geração. E essa realidade se fez presente na vida do lutador do UFC Luigi Vendramini. Aos 12 anos, o ainda garoto começou a treinar por influência do pai, que é faixa-preta de jiu-jitsu – e o que começou como uma brincadeira se transformou em profissão. O atleta se profissionalizou e após somente um ano e meio de carreira conseguiu assinar contrato com o UFC. Neste sábado (3), ele retorna ao octógono para enfrentar Jessin Ayari, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU), em sua segunda apresentação no evento.

Depois de sofrer duas lesões no joelho que culminaram em cirurgias, o lutador passou dois anos sem competir. Agora, escalado contra um oponente que também não se apresenta desde 2018 e vem de duas derrotas em sequência, o brasileiro revelou em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (clique aqui) que está ansioso com o próprio desempenho.

“Não gosto de deixar na decisão do juiz, tanto é que todas as vitórias que eu tive foram por nocaute ou finalização, e dessa vez não quero que seja diferente. Vou testar ele, ver o que ele aguenta e quero acabar rápido. Vai vencer quem estiver melhor e souber aproveitar as oportunidades. Acho que tem tudo para ser a melhor luta da noite”, analisou, antes de revelar sua finalização preferida: triângulo de mão.

Luigi nasceu e foi criado no Brasil mas possui tripla nacionalidade, uma vez que seu pai é italiano e sua mãe é suíça. Para representar suas origens, o atleta luta pelo Brasil e pela Itália quando entra no octógono, mas destaca que torce pela vitória de outros atletas brasileiros, como Carlos ‘Boi’, que também luta neste sábado.

“Vou dar o meu melhor, quero trazer essa vitória para o Brasil e quero que o ‘Boi’ também traga para a gente ter 100% de aproveitamento nesse dia. Com fé a gente vai trazer e dar um pouquinho de alegria pro Brasil, que está precisando”, finalizou o atleta.

Mais em Entrevistas