Siga-nos
Natassia del Frate/PxImages

UFC

Amanda Ribas revela plano de roubar o show em card liderado por McGregor no UFC

Quando um evento conta com uma grande estrela do MMA como protagonista, é normal que os demais atletas da organização mostrem interesse em atuar no mesmo ‘card’ – como pode ser visto no UFC 257. No dia 23 de janeiro, Conor McGregor e Dustin Poirier lideram o show na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi, ao mesmo tempo que Amanda Ribas promete não pegar carona na popularidade da estrela irlandesa. Pelo contrário, a brasileira, que enfrenta Marina Rodriguez, revelou um plano mais ousado.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Amanda, um dos principais nomes da nova safra do MMA brasileiro, comemorou o fato de integrar um show tão aguardado pelos fãs para tentar ampliar sua sequência de vitórias. A mineira, que se preparava para enfrentar Carla Esparza e depois Michelle Waterson, aproveitou para elogiar Marina Rodriguez, principalmente sua trocação, e adiantou que vai se testar na área, já que é conhecida pelo jogo de ‘grappling’.

“Estava muito animada para lutar contra Carla e Michelle, mas não aconteceu. Foi ruim para mim, mas agora vou lutar contra Marina. Só penso nela, porque essa será uma luta muito importante para a minha carreira. Marina é uma ótima trocadora. Preciso ter cuidado com seus cotovelos e chutes. Estudo minhas adversárias e posso ver que ela melhorou, mas também posso mostrar mais da minha trocação. Treinei muito. Espero que Marina venha com a melhor versão dela, porque quero que seja uma luta bem grande. Este é o card com McGregor e Dustin, então precisamos fazer uma grande luta, porque não quero ser apenas uma lutadora em um card com McGregor. Quero que as pessoas falem sobre a minha luta, quero roubar o show”, declarou Amanda.

Atualmente, Amanda Ribas, de 27 anos, é uma das atletas mais populares do UFC e conta com o apoio dos fãs e do próprio Dana White, presidente da organização. A brasileira estreou na companhia em 2019, impressionou ao vencer as quatro lutas que disputou e, rapidamente, escalou o ranking do peso-palha (52 kg), tanto é que já se encontra na décima posição.

Mais em UFC