Siga-nos
Leandro Bernardes/PxImages

UFC

Amanda Nunes minimiza ‘trash talk’ de Julianna Peña e promete finalizar rival

No próximo dia 7 de agosto, Amanda Nunes colocará o cinturão peso-galo (61 kg) novamente em jogo, desta vez contra Julianna Peña, no card do UFC 265. Para garantir a chance de desafiar a campeã, a americana apelou diversas vezes para algumas declarações ousadas e provocativas. Nada que pareça incomodar a brasileira. De fato, a ‘Leoa’ alega que o discurso da desafiante serviu para motivá-la ainda mais para o combate.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Amanda minimizou as provocações da rival e afirmou estar pronta para defender seu título. A brasileira ainda comentou sobre as ousadas previsões de Julianna Peña, que apostou que seu wrestling será capaz de derrotar a campeã, e prometeu usar do mesmo ‘veneno’ para combater a estratégia da americana.

“Eu amo isso. Esse tipo de garotas trazem o melhor de mim no cage. Eu amei o que ela fez. Ela conseguiu. Estou feliz por ela, e nós vamos nos ver em breve. Eu sei que ela não tem nada a perder, então eu ainda estou pronta. Ninguém vai tirar isso de mim. Eu vou me tornar um leão dentro do cage e ninguém vai tirar esse cinturão de mim”, afirmou Amanda, antes de tocar no assunto dos comentários otimistas sobre o desenvolvimento da luta feitos pela adversária.

“Todas as minhas oponentes, é a mesma coisa. Desde que eu conquistei esse cinturão, elas dizem a mesma coisa. Nenhuma delas foi capaz de me parar. Ela vai ser a próxima. Ela não vai me parar com o wrestling dela. Eu te prometo. Nós vamos fazer uma entrevista novamente, tipo: ‘Eu falei pra você. Ela não me para’. Eu vou defender e vou derrubá-la, e vou finalizá-la no chão. Ela é boa no wrestling, mas também tem muitos buracos. As garotas que eu venci finalizaram ela. Valentina (Shevchenko) e Germaine (de Randamie) – duas strikers – finalizaram ela. Então, ela tem muitos buracos. Eu vou fazer o mesmo”, prometeu.

Aos 32 anos, Amanda Nunes soma cartel profissional com 21 vitórias e apenas quatro derrotas, enquanto que sua mais nova rival, um ano mais nova, acumula dez triunfos e o mesmo número de reveses. Além do cinturão peso-galo, a baiana também ostenta o título da divisão dos penas (66 kg) no UFC.

Mais em UFC