Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

UFC

Amanda aposta em vitória de ‘Cyborg’ contra Ronda em superluta que não aconteceu

Ao mesmo tempo em que o MMA brinda seus fãs com superlutas, o esporte também os frustra, já que não são poucos os aguardados embates perdidos. Um dos exemplos deste cenário envolve Cris ‘Cyborg’ e Ronda Rousey, que por anos cogitaram o encontro a ser feito no UFC – as lutadoras nunca chegaram a um acordo. Como já enfrentou as duas ex-campeãs, Amanda Nunes, número um do peso-galo (61 kg) e do peso-pena (66 kg) da companhia, analisou como seria o choque entre dois dos maiores nomes do MMA.

Em entrevista ao site ‘MMA Mania’, Amanda não ficou em cima do muro quando questionada sobre a vencedora de um hipotético encontro entre Cris ‘Cyborg’ e Ronda Rousey. De acordo com a brasileira, sua compatriota levaria vantagem. Na época, a dupla, constantemente, se provocou e o duelo não aconteceu, porque a americana recusou subir de categoria e a curitibana negou perder peso.

A ‘Leoa’ tem propriedade para analisar a superluta que não aconteceu entre ‘Cyborg’ e Ronda, justamente, porque venceu ambas. Em 2016, Amanda defendeu o cinturão do peso-galo do UFC pela primeira vez ao nocautear a americana no primeiro round, em 48 segundos. Dois anos depois, a baiana disputou o título do peso-pena contra ‘Cyborg’ e se tornou a número um da categoria ao nocautear a adversária no primeiro assalto, em 51 segundos.

“Acho que o poder de ‘Cyborg’ seria muito para Ronda implementar em seu jogo”, apostou Amanda.

Agora, o próximo compromisso de Amanda Nunes será no UFC 259. No evento que acontece neste sábado (6), em Las Vegas (EUA), a brasileira, campeã do peso-pena, vai colocar o cinturão da categoria em jogo contra Megan Anderson. Caso confirme o favoritismo contra a australiana, a baiana vai defender o título da divisão pela segunda vez.

Mais em UFC