Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Adversário de ‘Marreta’ comemora chegada de Adesanya nos meio-pesados do UFC

A temporada 2021 ainda não foi inaugurada, mas a expectativa dos fãs é de que o ano ofereça grandes combates. Um dos mais aguardados pela comunidade do MMA é a superluta entre os campeões Israel Adesanya e Jan Blachowicz, válida pelo título dos meio-pesados (93 kg) no UFC 259, evento que acontece no dia 6 de março. O encontro vai marcar a estreia do nigeriano na categoria e também corresponde a primeira defesa de cinturão do polonês. Se as casas de apostas apontam o favoritismo para o africano, Aleksandar Rakic, número quatro no ranking da divisão, prevê certa dificuldade para o lutador confirmar esse status.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Rakic surpreendeu ao comemorar a entrada de Adesanya nos meio-pesados, independente de tumultuar o cenário da classe, mas, ao mesmo tempo, adiantou que o número um do peso-médio (84 kg) vai sofrer nela. O austríaco explicou que há uma diferença de força considerável entre as categorias e mostrou bastante interesse no duelo entre o nigeriano e Blachowicz. Além disso, o atleta destacou que vai enfrentar o vencedor do embate, caso vença Thiago ‘Marreta’, e prometeu roubar o brilho do desafiante.

“É uma coisa boa. Se Adesanya se tornar campeão de duas divisões, vai precisar me enfrentar e não será uma boa noite para ele. Todo o seu legado e crédito virão para mim. Acho que Glover merece a chance de disputar o cinturão, mas o UFC decide o que quer e pela pelo marketing, claro, que é melhor Adesanya contra Blachowicz. Será muito interessante ver Adesanya nos meio-pesados, porque há uma diferença enorme entre as categorias. São nove quilos. Nos meio-pesados, somos fortes e rápidos. Não quero dizer que os médios não são fortes. Blachowicz é um cara muito duro. Vejo essa luta 50-50. Vou assistir de perto para ver quem será meu próximo adversário”, declarou Rakic.

Aleksandar Rakic, de 28 anos, é um dos principais nomes da renovação dos meio-pesados. O austríaco estreou pelo UFC em 2017, disputou seis lutas pela organização e venceu cinco delas. A última aparição do integrante do top-5 da categoria aconteceu em agosto, quando dominou Anthony Smith.

Mais em UFC