Siga-nos
Louis Grasse/PXImages

Suspensão Médica

Após nocaute, Dominick Cruz pode ficar longe do UFC por até seis meses

Após ser nocauteado por Marlon Vera no último sábado (13), na luta principal do UFC San Diego, Dominick Cruz precisará de uma liberação médica para poder voltar ao octógono mais famoso do mundo. Isso porque a Comissão Atlética divulgou as suspensões médicas do evento, e o ex-campeão dos pesos-galos (61 kg) da companhia está entre os atletas que mais merece cuidado.

Em documento obtido pelo site ‘MMA Fighting’, a entidade aponta Cruz como um dos lutadores sujeitos a uma suspensão longa. O americano está proibido de atuar por 45 dias, mas o período pode aumentar para cerca de seis meses até que ele seja liberado por um médico devido a possíveis lesões no ouvido, nariz e garganta – em decorrência do nocaute sofrido. Já Vera recebeu um gancho médico rotocolar de apenas sete dias.

Quatro brasileiros estiveram presentes no show e Iasmin Lucindo foi a que recebeu a maior suspensão. A brasileira, que foi derrotada por Yazmin Jauregui em um duelo bastante movimentado, pode ficar cerca de dois meses longe das competições até um médico a liberar por causa de um corte em seu rosto.

Os outros três atletas do Brasil receberam punições médicas mais amenas. Ariane Lipski vai ficar 45 dias longe dos treinos, sendo 30 deles sem contato físico, enquanto sua algoz Priscila ‘Pedrita’ somente sete dias. Já Bruno ‘Blindado’, que foi finalizado por Gerald Meerschaert, recebeu a suspensão de um mês, sendo 21 dias sem contato físico.

Confira a lista completa de suspensões médicas:

Dominick Cruz: suspensão obrigatória de sete dias; suspenso 45 dias com 30 dias sem contato; 60 dias ou até ser liberado pelo médico para laceração do nariz; 180 dias ou até que seja liberado pelo médico de ouvido, nariz e garganta para possível lesão no nariz.

Nate Landwehr : suspensão obrigatória de sete dias; suspenso 45 dias com 30 dias sem contato; 60 dias ou até ser liberado pelo médico para laceração no olho esquerdo.

David Onama : suspensão obrigatória de sete dias; suspenso 45 dias com 30 dias sem contato; 60 dias ou até ser liberado pelo médico para laceração no olho esquerdo.

Yazmin Jauregui : suspensão obrigatória de sete dias; 45 dias com 30 dias sem contato.

Iasmin Lucindo : suspensão obrigatória de sete dias; 45 dias com 30 dias sem contato; 60 dias ou até ser liberado pelo médico para laceração na bochecha direita.

Devin Clark : suspensão obrigatória de sete dias; 45 dias com 30 dias sem contato; 180 dias ou até ser liberado pelo médico para possível lesão na mão esquerda; 180 dias ou até ser liberado pelo médico para possível lesão no pé direito.

Ariane Lipski : suspensão obrigatória de sete dias; 45 dias com 30 dias sem contato

Bruno ‘Blindado’ : suspensão obrigatória de sete dias; 30 dias com 21 dias sem contato.

Lupita Godinez : suspensão obrigatória de sete dias; 180 dias ou até que seja liberado por radiografia de tórax para possível lesão no tórax.

Lukasz Brzeski : suspensão obrigatória de sete dias; 60 dias ou até ser liberado pelo médico para laceração no olho direito.

Cynthia Calvillo : suspensão obrigatória de sete dias; 45 dias com 30 dias sem contato; 60 dias ou até que a tomografia computadorizada desobstrua a órbita ou o oftalmologista para possível lesão no olho esquerdo.

Gabriel Benitez : suspensão obrigatória de sete dias; 180 dias ou até ser liberado pelo médico para possível lesão na mão esquerda; 180 dias ou até ser liberado pelo médico para possível lesão no tornozelo esquerdo; 180 dias ou até ser liberado pelo médico para possível lesão no cotovelo esquerdo.

Charlie Ontiveros : suspensão obrigatória de sete dias; 45 dias com 30 dias sem contato; 60 dias ou até ser liberado pelo médico para laceração no olho esquerdo; 180 dias ou até ser liberado pelo médico para possível lesão no dedinho do pé direito.

Ode Osbourne : suspensão obrigatória de sete dias; 45 dias com 30 dias sem contato.

Jason Witt : suspensão obrigatória de sete dias; 60 dias com 30 dias sem contato.

Mais em Suspensão Médica