Siga-nos

Notícias

Volkanovski domina Max Holloway e garante cinturão do UFC para a Austrália

Campeão peso-pena (66 kg) do UFC, Max Holloway entrou no octógono neste sábado (14) para defender seu cinturão pela segunda vez em 2019. Desta vez, no entanto, seu rival era o australiano Alexander Volkanovski, que carregava até então o currículo de 20 vitórias e apenas uma derrota (no evento, eram sete triunfos e nenhum tropeço). E aos 31 anos, o ‘baixinho’ provou que a Austrália tem tudo para se tornar um dos grandes polos do MMA mundial.

Neste embate, ficou provado que o MMA evolui a cada dia e que o triunfo diante de José Aldo no Rio em maio passado não foi por acaso. Coerente, estratégico e sistemático, Alexander dominou a disputa, pontuou round a round e fez o campeão perder a cabeça em alguns momentos dentro do cage. Vitória do peso-pena que se junta a Robert Whittaker (nascido na Nova Zelândia e naturalizado australiano) e Israel Adesanya (nigeriano que representa a Nova Zelândia) ao hall da fama do MMA na Oceania.

Desde o início, ficou claro que, devido ao valor do confronto, que colocava o título da divisão em jogo, nenhum dos atletas estaria disposto a se expor demais. Por isso, Alexander levou a melhor no assalto inicial por dominar o centro do cage e usar de sua explosão para conectar golpes curtos e sair rapidamente do raio de ação de seu rival. Vantagem parcial: 10 x 9.

Dono das ações, o desafiante provou que estudou o jogo do adversário ao conectar fortes cruzados de esquerda em contragolpes aos avanços do havaiano, que por ser mais alto mais dono de menor envergadura, deixava essa brecha antes de retomar sua base em pé. Assalto parelho, que contou com mais atividade por parte do campeão. 20 x 18.

O terceiro assalto contou com um disciplinado Volkanovski, que não demonstrava preocupação com os ataques do campeão e muito menos com possíveis reclamações da plateia diante da necessidade de fazer um antijogo. Focado em anular Holloway, o australiano minou com chutes baixos, cruzados de encontro e ainda deu show de esquivas, para delírio da parte da plateia que o apoiava em Las Vegas (EUA). 30 x 27.

No quarto round, enquanto voltava a mostrar que sua estratégia anulava consistentemente o campeão, o australiano ainda aproveitou dois momentos de irritação de Holloway (que tentou partir para o tudo ou nada) e o acertou com potentes overhands – o convencendo, assim, a desistir da ideia da troca franca de golpes. 40 x 36.

No último assalto, mais do mesmo, novo show de estratégia e calma que garantiram uma vitória tranquila ao australiano, novo campeão do peso-pena do UFC.

Confira os resultados parciais do UFC 245:

Alexander Volkanovski venceu Max Holloway por decisão unânime;
Amanda Nunes vs Germaine de Randamie
Marlon Moraes venceu José Aldo por decisão dividida;;
Petr Yan nocauteou Urijah Faber no 3º round;
Geoff Neal nocauteou Mike Perry no 1º round;
Irene Aldana nocauteou Ketlen Vieira no 1º round;
Omari Akhmedov venceu Ian Heinisch por decisão unânime;
Matt Brown nocauteou Ben Saunders no 2º round;
Chase Hooper nocauteou Daniel Teymur no 1º round;
Brandon Moreno venceu Kai Kara-France por decisão unânime;
Jessica Eye venceu Viviane Araújo por decisão unânime;
Punahele Soriano nocauteou Oskar Piechota no 1º round.

Mais em Notícias