Siga-nos
Linn County

Notícias

Veterano com mais de 300 lutas é preso acusado de envolvimento em pornografia infantil

O veterano lutador de MMA Travis Fulton tem pela frente seu pior inimigo. Na última sexta-feira (19), no Tribunal Distrital de Cedar Rapids, Iowa (EUA), o experiente atleta, que disputou 320 combates em sua carreira no esporte, foi preso ao ser indiciado por um grande júri federal sob a acusação de exploração sexual de uma criança, posse e recebimento de pornografia infantil. A informação foi divulgada pelo jornal ‘The Courier’ – Fulton se declarou inocente.

De acordo com os documentos, o americano foi acusado de tentar persuadir uma jovem, menor de 18 anos, a se envolver em conteúdo sexualmente explícito, em novembro de 2020. No período entre 2018 e 2020, o veterano também foi acusado de possuir imagens pornográficas de uma criança, menor de 12 anos. Na última sexta-feira, um juiz federal concedeu uma ordem para deter Fulton. Sua próxima audiência deve ser em abril.

Atualmente, Fulton aguarda julgamento por outros crimes, como lesão corporal e múltiplas acusações de violência doméstica. O jornal relatou que, em 2019, o veterano teria golpeado uma mulher na cabeça e nas costas, e que ela foi atendida no hospital apresentando ferimentos na mandíbula e no nariz. Além disso, o americano teria ameaçado matar a vítima caso ela entrasse em contato com a polícia. Em janeiro, Fulton foi acusado de desacato por violar uma ordem de restrição.

Travis Fulton, de 43 anos, ficou conhecido na comunidade do MMA pela quantidade de lutas que disputou. Na modalidade, o americano se envolveu em cerca de 320 combates, desde 1996. Apesar da idade avançada, o veterano atuou pela última vez em 2019, quando finalizou Shannon Ritch, pela M-1 Global.

Mais em Notícias