Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Treinador sugere que retorno de Nick Diaz às lutas pode acontecer no boxe

Após ficar dois anos sem lutar, Nate Diaz voltou à ação no UFC 263 e, mesmo derrotado, roubou a cena no evento e abalou a comunidade do MMA. Como Nick Diaz acompanhou o irmão no show, que aconteceu em junho, no Arizona (EUA), alimentou a especulação de que vai sair da aposentadoria, anunciada em 2015. No entanto, Cesar Gracie, treinador do americano, revelou que seu atleta pode mudar de esporte.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o profissional informou que Nick deve voltar às modalidades de combate no segundo semestre de 2021. De forma surpreendente, Gracie deu a entender que o retorno do seu atleta deve acontecer no boxe, mas não descartou o esporte que o consagrou.

Recentemente, Dana White se mostrou animado com a possibilidade de contar com o veterano de volta ao UFC e abriu as portas da organização para o mesmo atuar no final da atual temporada. Para isto acontecer, a companhia terá que superar o boxe, que se tornou um forte concorrente, uma vez que atletas renomados passaram a optar em realizar aparições nos ringues por conta das vantajosas bolsas oferecidas.

“Estávamos pensando em setembro. Tenho que ver como está seu contrato. É possível que sua próxima luta não seja no UFC. Nick está muito aberto para lutar no MMA ou no boxe”, declarou o treinador.

Apesar de não ter conquistado o cinturão dos meio-médios do UFC, Nick Diaz, de 37 anos, é um dos atletas mais populares do MMA. O ‘bad boy’ se destacou no esporte na base do jiu-jitsu e do boxe. Como é entusiasta da nobre arte, o veterano pode ser mais um profissional de artes marciais mistas a mudar de lado.

Em sua carreira, Nick disputou o título interino e linear dos meio-médios do UFC contra Carlos Condit e Georges St-Pierre, respectivamente, e perdeu para os rivais por decisão unânime. Sua última aparição foi diante de Anderson Silva, em 2015, e o duelo terminou em ‘no contest’, já que ambos caíram no doping.

Mais em Notícias