Siga-nos

Notícias

Treinador de McGregor justifica incidentes do irlandês em sua vida pessoal

Conor McGregor foi campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC – Diego Ribas

Considerado uma das maiores estrelas do UFC, Conor McGregor não se apresenta no octógono mais famoso do mundo desde outubro de 2018. Neste período, o irlandês tem chamado mais atenção por suas polêmicas na vida particular do que por fatos relacionados à sua carreira como lutador de MMA. Treinador principal da ‘SBG Ireland’ – equipe do ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do Ultimate –, John Kavanagh explicou os motivos para o descontrole pessoal de seu pupilo e afirmou que todos os problemas já ficaram no passado.

Ao site ‘MMA Junkie’ – durante o media day do UFC Nova York –, Kavanagh citou o fato de McGregor ter alcançado seus objetivos na carreira, além de sua independência financeira, para justificar o destempero do irlandês fora do octógono. Nos últimos tempos, o ex-campeão do UFC acumula duas acusações de abuso sexual, um episódio de violência gratuita contra um senhor de idade em um bar, além de ter quebrado e levado consigo o celular de um fã após discussão.

“É quase uma maldição atingir todos os seus objetivos. Se você tem 18, 19 (anos) e escreve: ‘Eu quero ser campeão do mundo e quero ter mais dinheiro do que eu possa gastar’. E aí você conquista isso. Você vai precisar tirar um tempo e pensar: ‘O que eu faço agora? Eu atingi meus objetivos’. Eu acho que é isso que ele tem tentado descobrir nos últimos um ano ou dois. Até onde eu sei, ele descobriu e agora está de volta fazendo o que o deixa feliz”.

Animado com o que tem visto nos treinos em sua academia, o treinador declarou que tem visto um McGregor que poucas vezes presenciou. Segundo ele, o irlandês está compromissado com seu retorno ao octógono do Ultimate, demonstrando ter recuperado sua paixão pelo esporte.

“A vida inteira ele foi obcecado por esse esporte. (…) É uma das poucas vezes que eu realmente o vejo comprometido, feliz e animado. Obviamente ele é muito rico e pode comprar qualquer coisa que quiser, e eventualmente você vai se cansar de olhar outro relógio rolex. Fazer uma atividade que lhe traz muita alegria, é muito recompensador vê-lo treinando”, comentou o treinador da SBG Ireland.

Ao que tudo indica, o retorno de McGregor acontecerá no dia 18 de janeiro, em evento especulado para acontecer em Las Vegas (EUA). Ainda que não tenha confirmado oficialmente o adversário do irlandês, Dana White – presidente do UFC – revelou que o plano da organização é escalar Donald Cerrone para enfrentá-lo. Mesmo sem rival definido, Kavanagh afirmou que a preparação do pupilo já está a todo vapor.

“Onze semanas esse sábado (até a data especulada para o retorno de McGregor). Eu certamente espero. (Contra) Quem? Eu não sei. Não vou fingir que sei. Eu tenho um sentimento que está bem perto dos contratos serem assinados e que tudo estará 100%. Nosso pensamento é que estamos preparando para (daqui a) 11 semanas”, concluiu.

O último confronto de Conor McGregor aconteceu no dia 6 de outubro de 2018, quando foi finalizado por Khabib Nurmagomedov, em combate válido pelo cinturão peso-leve do UFC. O irlandês chegou a anunciar sua aposentadoria em março deste ano, mas repensou a decisão e agora aguarda a oficialização de seu retorno ao octógono do Ultimate.

Mais em Notícias