Siga-nos

Notícias

Treinador da ‘ATT’ revela ser contra possível luta entre Masvidal e Covington no UFC

Colby Covington encara Kamaru Usman pelo cinturão até 77 kg do UFC – Jason Silva/ PXImages

A crescente rivalidade e o bom momento vivido por Jorge Masvidal e Colby Covington parecem apontar para um futuro duelo entre os meio-médios (77 kg) no octógono do UFC. Porém, apesar de ambos os lutadores já terem se manifestado favoravelmente a um confronto, uma pessoa próxima aos dois não gostaria de ver os dois companheiros de ‘American Top Team’ se enfrentando: Mike Brown, atual head coach de ‘Gamebred’.

Apesar de entender que combates entre membros da mesma equipe muitas vezes sejam inevitáveis, o treinador de Masvidal – que também já trabalhou com Covington na ‘ATT’ – revelou, ao site ‘MMA Fighting’, que preferia que este duelo fosse evitado. ‘Gamebred’ – que conquistou o cinturão ‘BMF’ (lutador ‘mais durão’) no início de novembro, no UFC Nova York – vem em seu melhor momento na carreira, tanto tecnicamente quanto no quesito popularidade. Já Covington – ex-campeão interino até 77 kg – disputa o cinturão linear da categoria contra Kamaru Usman no próximo dia 14 de dezembro, em Las Vegas (EUA). Uma futura luta entre eles poderia fazer sentido tanto no âmbito esportivo quanto no financeiro para a organização.

“Eu não gosto necessariamente de dois caras da American Top Team lutando um contra o outro. Têm muitas complexidades que envolvem isso. Jorge não se incomoda com isso de jeito nenhum, mas eu preferia não ver (essa luta acontecer). Sim, é um bom problema para se ter, mas não necessariamente ótimo para a academia”, comentou Mike Brown.

Masvidal e Covington eram amigos e parceiros de treino na ‘ATT’, mas a relação entre eles se degradou nos últimos meses, com intensa troca de provocações e até ameaças de agressão sendo disparadas através da imprensa e das redes sociais. Para Mike Brown, uma possível luta entre os meio-médios poderia afetar a dinâmica da academia baseada na Flórida (EUA), corroborando seu desejo pela não realização deste combate entre companheiros de equipe.

“Cada cara ficaria preocupado com os treinadores do outro cara assistindo seus treinos. Agora você estaria em um lugar onde olhos estariam observando você, estudando você. Não é uma sensação boa. Essa não é uma situação ideal. Caras (da mesma equipe) se enfrentando. Em um torneio ou pelo cinturão, isso pode acontecer, mas não é algo que eu gostaria de ver”, concluiu Mike Brown.

Como solução para evitar o duelo entre os membros da ‘ATT’, o treinador de Masvidal citou um possível duelo de seu pupilo com Conor McGregor. Ainda que afaste o meio-médio de uma disputa pelo título da divisão momentaneamente, o confronto contra o irlandês poderia render uma recompensa financeira significativa para convencer o americano.

Mais em Notícias