Siga-nos

Notícias

Shevchenko freia desejo de Zhang Weili em disputar título peso-mosca do UFC

Zhang Weili é a atual campeã peso-palha (52 kg) do UFC – Rigel Salazar/ PX Images

Com sua primeira defesa do cinturão peso-palha (52 kg) marcada para o dia 7 de março, contra Joanna Jedrzejczyk, no UFC 248, Zhang Weili já deixou claro que pretende se testar na categoria de cima e desafiar Valentina Shevchenko pelo título peso-mosca (57 kg) em um futuro próximo. Entretanto, no que depender da lutadora do Quirguistão, a chinesa precisará provar seu valor antes de receber a chance de destroná-la na divisão até 57 kg do Ultimate.

Ainda que esteja ciente do crescente interesse dos atletas em possuir dois cinturões do UFC de duas categorias diferentes ao mesmo tempo – feito realizado pela primeira vez por Conor McGregor em 2016, ao se tornar campeão peso-leve (70 kg) e peso-pena (66 kg) do Ultimate -, Valentina destacou a necessidade de um lutador dominar sua divisão antes de pensar em outro título. Para corroborar seu ponto, Shevchenko relembrou que antes de derrotar Jéssica ‘Bate-Estaca’ e se tornar campeã do peso-palha, Zhang ainda era desconhecida do grande público. A veterana aproveitou para aconselhar a chinesa a se preocupar com os desafios que ela terá em sua própria classe de peso, como a luta contra a polonesa Joanna Jedrzejczyk.

“Meu pensamento sobre isso, como você mencionou, dentro da divisão até 57 kg, aceito lutar com qualquer um que suba até o topo, consiga sua posição e esteja pronto para lutar, pronto para o título. Eu aceito encarar qualquer uma. Mas, por exemplo, nessa situação com uma classe de peso diferente não é a tipo: ‘Eu aceito, vou pegar isso’. Eu acho que a pessoa que tenta pegar essa luta tem que mostrar e provar que ela merece essa oportunidade”, declarou Shevchenko, ao site ‘MMA Fighting’, antes de completar.

“Alguns meses atrás ninguém sabia o nome dessa garota chinesa Weili. Eu não sei qual número ela era (no ranking), mas por causa de circunstâncias de sorte, ela se tornou campeã. Mas ela ainda tem que provar que ela está no lugar certo, e que está lá porque não tem ninguém melhor do que ela. Na minha opinião, ela ainda tem Joanna, que é um teste muito duro para ela. Ela tem Rose (Namajunas) e ela também é um teste muito difícil para ela. E ela tem Tatiana Suarez. Então, antes que ela prove que é melhor que elas, eu acho que não é certo pular as escadas. Não é certo. Ela tem muito a provar ainda. Eu estou aberta, mas eu diria que aceitaria isso com alguém que mostre que está lá (no topo)”, concluiu a campeã peso-mosca do UFC.

Antes de pensar em um futuro confronto, as duas campeãs precisam defender com sucesso seus títulos nos próximos meses. Valentina Shevchenko coloca o cinturão peso-mosca do UFC em jogo contra Katlyn Chookagian neste sábado (8), no co-main event do UFC 247, em Houston (EUA). Já Zhang Weili – primeira atleta chinesa a conquistar um título do Ultimate – encara a polonesa Joanna Jedrzejczyk, ex-campeã da divisão até 52 kg, no dia 7 de março, em Las Vegas (EUA).

Mais em Notícias