Siga-nos

Notícias

Sem medo de McGregor, ‘Do Bronx’ afirma: “Faria uma grande luta contra ele”

Charles ‘Do Bronx’ vem de seis vitórias consecutivas pelo UFC – Leandro Bernardes/PXImages

Após sua vitória sobre Jared Gordon no UFC São Paulo, em novembro do ano passado, Charles ‘Do Bronx’ surpreendeu ao adotar uma postura mais agressiva com o microfone nas mãos e desafiar Conor McGregor. Ainda que não tenha tido seu pedido atendido, a atitude mais proativa, em conjunto com a ótima fase vivida no Ultimate, garantiram ao peso-leve (70 kg) a luta principal do primeiro evento da entidade no Brasil em 2020, marcado para o dia 14 de março, na capital federal, contra o americano Kevin Lee, atual número oito do ranking da divisão. Apesar disso, o brasileiro não esqueceu o hipotético duelo contra o astro irlandês.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Charles admitiu que ainda sonha em enfrentar o ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC, apesar de estar focado no seu próximo rival. Vindo de seis triunfos consecutivos, sendo quatro por finalização e dois por nocaute, o faixa-preta de jiu-jitsu – recordista de vitórias por finalização na história do Ultimate – citou sua evolução na luta em pé, e consequente avanço para se tornar um lutador completo, como justificativa para seu otimismo quanto ao resultado de um possível duelo contra McGregor. Nem mesmo o bem sucedido retorno do irlandês aos octógonos, no dia 18 de janeiro, ao nocautear Donald Cerrone, parece amedrontar o brasileiro.

“Ele (McGregor) é um cara muito agressivo, é um cara que trabalha muito bem a trocação. Foi uma luta muito rápida (contra Cerrone), então não tem muito o que falar, só dar os parabéns para ele. O cara mostrou que veio para bater em qualquer um, mas eu continuo falando: ‘Eu faria uma grande luta contra ele’. Ele vende a luta do jeito dele, é um cara agressivo no microfone, fala bastante. Na real, eu acho que seria uma luta muito boa. Ele é um lutador da luta em pé, não tem nada de chão praticamente, e eu sou um cara que tenho chão e estou mostrando que tenho trocação. Seria uma grande luta”, declarou ‘Do Bronx’, antes de completar.

“Todo mundo quando lutava comigo tinha medo só da parte de chão, e agora eles estão vendo minha evolução na parte em pé também. Lógico, eu tenho muita coisa para aprender ainda, tenho que crescer em muitos aspectos, mas eu acho que eu sou perigoso tanto em pé quanto no chão”, comentou o peso-leve.

Atualmente na décima terceira posição no ranking peso-leve do Ultimate, Charles ‘Do Bronx’ busca uma vitória sobre Kevin Lee, oitavo na lista top 15, no UFC Brasília, dia 14 de março, para ampliar sua boa fase e subir alguns degraus. O brasileiro mira fazer mais uma ou duas lutas ainda este ano, após encarar o americano, para se aproximar de uma chance pelo cinturão até 70 kg, em poder de Khabib Nurmagomedov no momento.

Mais em Notícias